Leitora Compulsiva

Tartarugas Até Lá Embaixo, de John Green #Resenha

tartarugas até lá embaixo john green resenha intrinseca blog leitora compulsivaTítulo: Tartarugas Até Lá Embaixo

Autor(a): John Green

Ano: 2017

Páginas: 256

Tradução: Ana Rodrigues

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria CulturaFnac, SubmarinoBuscape

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria CulturaLivraria da Travessa

***





Assim como aconteceu com grande parte dos leitores que eu conheço, meu primeiro contato com a escrita do autor John Green foi com o livro A Culpa é das Estrelas, mas diferente do que aconteceu com essa mesma grande parte dos leitores, o livro não conversou bem comigo e não quis ler mais nenhum outro livro dele…

Seis anos se passaram e um novo livro do autor acabou de ser lançado pela Intrínseca. Confesso que não pretendia ler o livro, mas então recebi um kit tão lindinho de cortesia da editora que fiquei coração mole e pensei “Larga a mão de ser boba e dá uma chance ao livro”… E foi o que eu fiz! Rs…

tartarugas ate la embaixo john green intrinseca blog leitora compulsiva

Sobre o que é “Tartarugas Até Lá Embaixo”?

“Tartarugas Até Lá Embaixo” conta a história de Aza Holmes, uma jovem de 16 anos que sofre de um caso grave de Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC, que a faz embarcar em uma espiral de pensamentos compulsivos sobre micróbios, germes e bactérias… Para Aza, seu corpo não é lhe pertence, seus pensamentos não são seus e ela nem mesmo acredita que exista como uma pessoa livre. Tudo isso é aterrorizante e ela não sabe como fazer isso parar…

Aza tenta ao máximo manter um nível de normalidade, mas sua ansiedade e suas crises de pânico não tornam fácil para ela fazer amigos. Sua única amiga de verdade é Daisy, uma garota cheia de vida que escreve fanfics de Star Wars!

Quando um bilionário desaparece fugindo da polícia e uma bela recompensa é oferecida para quem ajudar a encontrá-lo, Daisy convence Aza a dar início a uma investigação, começando pelo filho do bilionário, que por acaso é um velho amigo de Aza!

O que esperar desse livro?

Se vocês são fãs da escrita do autor John Green e amaram suas histórias anteriores, encontrarão em “Tartarugas Até Lá Embaixo” um drama emocionante sobre uma adolescente com um caso grave de TOC, que tenta a todo o custo lidar com seus pensamentos compulsivos. Com uma narrativa em primeira pessoa, o leitor é arrastado para dentro da mente de Aza e a sensação é no mínimo angustiante. É como se Aza vivesse em um campo de areia movediça: quanto mais ela tenta sair, mais ela se afunda!

Nesse novo livro, John Green repete boa parte da fórmula de sucesso de A Culpa é das Estrelas, trazendo novamente uma garota com uma doença grave, uma mãe superprotetora, pessoas tento que lidar com a morte de seus entes queridos, um romance adolescente e uma aventura secundária que tenta reunir tudo isso!!

E isso é bom ou ruim?? A resposta é fácil… Depende! Rs… Assim como ACEDE, esse livro tem tudo para arrebatar os corações de uma legião de leitores. Muitos serão aqueles que vão se identificar com o livro, que vão ler nas entrelinhas e encontrar as mensagens de aceitação que o autor tanto se preocupa em difundir. Muita gente vai sofrer tanto por Aza que fará questão de procurar mais informações sobre o TOC, tanto por medo de estar sofrendo do mesmo problema, tanto para tentar entender a ajudar pessoas com esse transtorno!

Muita gente vai se assustar em saber que “o transtorno obsessivo-compulsivo é considerado o quarto diagnóstico psiquiátrico mais frequente na população. De acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), até o ano 2020 o transtorno obsessivo-compulsivo estará entre as dez causas mais importantes de comprometimento por doença.” (Fonte: Wikipédia). Então vão perceber a importância de se falar sobre isso!!! Nesse aspecto, ponto para o John Green.

Mas – e vocês já imaginavam que haveria um – esse livro não me cativou. Não detestei o livro, mas ele também não me convenceu! Os personagens simplesmente não me pareceram críveis e não consegui acabar com a sensação de que a doença de Aza foi largamente romanceada… Queria ter visto muito mais da investigação das meninas para encontrar o pai de Davis, mas essa parte deixou a desejar! Definitivamente meu santo não bate com o do John Green! Rs…

O livro será um sucesso? Sim! Os fãs do autor vão amar?! Com certeza! Rs…

Sobre a autora e seus outros livros…

John Green é um dos escritores norte-americanos mais queridos pelo público jovem e igualmente festejado pela crítica. É autor best-seller do The New York Times, premiado com a Printz Medal, o Printz Honor da American Library Association e o Edgar Award e foi duas vezes finalista do prêmio literário do LA Times.

A Editora Intrínseca publicou todos os livros do autor no Brasil: Quem É Você Alasca?, Teorema Katherine, Cidades de Papel, A Culpa é das Estrelas e Tartarugas Até Lá Embaixo.

54 comentários sobre “Tartarugas Até Lá Embaixo, de John Green #Resenha

  1. Lidy Rose

    Eu vou ler, vou dar uma chance assim como dei para ACEDE… Não espero muito do livro para mim, mas como você disse espero que arrebate alguns novos leitores que vão ir atrás de conhecimento sobre a doença e que abram a mente para mais autores em suas vidas.

  2. Tô Pensando em Ler (@leletapias)

    Esse livro vai funcionar muito mais pra mim do que pra você. Vai rolar uma identificação 🙁
    Tomo remédios pra TOC tem um tempo… na verdade eu tenho até um pouco de medo de ler este livro, mas talvez seja bom ler sobre um personagem que se afunda no pensamento… e eu tô entrando numa crise eu acho hein… Com certeza vou me sentir representada hehehehe.

    Adorei a resenha!

    Bjks

  3. rudynalva

    Camis!
    Não sabia que o John Green tinha sido diagnosticado com TOC.
    Deve ser muito complicado sentir pensamentos intrusivos constantemente ‘entrarem’ na nosa mente e tornarem a vida bem complicada.
    Gostei de ver que além do mistério do desaparecimento, outros temas foram aborados, como a injustiça e questões existenciais.
    Claro que quero fazer essa leitura.
    Desejo uma ótima semana de luz e paz!!
    “É prova de inteligência saber ocultar a nossa inteligência.” (François La Rochefoucauld)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

  4. Michelle Pereira

    Oi oi!
    Estava curiosa sobre o livro, mas já não animei por ele repetir a fórmula de ACEDE. Não gosto de fórmulas prontas, isso me incomoda muito.
    O que acho legal é o livro tratar do Toc. Acho importante trabalhar esses temas com a galera mais nova.
    Bj

  5. Sandra Mendes

    Camis, dos 5 livros que já li do John Green, eu gostei de dois. E gostei mesmo, de me apaixonar pela história.
    Eu gosto muito da escrita dele, mas, mesmo assim, fiquei um pouco decepcionada com alguns livros. Pela premissa, esse livro não vai cair no meu gosto. Acho que esse eu vou deixar passar.

    Beijos!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, San.
      Eu tenho esse problema de pegar birra com o autor quando não gosto de um livro, mas juro que dessa vez eu tentei!!
      Só não rolou de novo!!
      Eu vi o filme do Cidades de Papel e achei bacana! Quem sabe dou uma chance para o livro!
      Beijos

  6. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Nem sempre um livro ou um autor agrada todos os leitores e é o seu caso com John Green. Mas iria ficar um pouco encucada comparando o que penso que seja TOC que a minha mãe tem (preocupação extrema se o gás e os eletrodomésticos estão desligados, as portas trancadas ao sair de casa. E ela checa isso repetidamente.) com o da Aza.
    O lado bom da escrita do John é essa identificação que se tem com os personagens, mesmo não passando as mesmas situações. E as referencias a Star Wars foram perfeitas para essa nova fase da saga cinematográfica!

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lê.
      Acho que o John Green conversa com um determinado tipo de público no qual eu não me encaixo!
      Sempre acabo esperando mais da história do que ele entrega e acho que por isso fico decepcionada!
      Nem as referências a Star Wars salvaram!! kkkk
      beijos

  7. Haise S.

    Olá!
    Eu estou muito ansiosa para fazer a leitura desse livro, tem temas muito interessantes que o John Green consegue tratar de uma forma muito positiva e reflexiva. Gostei bastante da Aza, espero conhecê-la melhor quando for ler o livro <3

    Beijos!

  8. Patricia Gomes

    Olá! Já li todos os livros do autor anteriormente publicados, mas este parece ser o mais pessoal já escrito por ele. Já está na minha lista de favoritos, quem sabe na Black Friday apareça uma promoção dele?
    Não conheço nenhum livro que trate sobre TOC especificamente, dentro do tema da ansiedade. Uma questão que afeta muita gente com certeza deve ser abordada, e John Green parece ter a sensibilidade necessária para tratar disso sem deixar que os personagens se tornem difíceis de entender.
    Na verdade, o tema parece ter sido tratado de forma bastante leve, porém muito eficaz para passar a mensagem para nós.
    Com certeza, mais um livro interessante do “João Verde”!

  9. lanawesley

    Tenho lido muitas criticas a respeito deste livro, e a maioria se diz descativado pela leitura, talvez seja pela repetição de causas, como você mesma citou a obra traz uma premissa igual ao do seu livro anterior, em que o personagem possuiu uma doença grave, que e o TOC, na qual me interesso muito pelo assunto, talvez seja até por isto que quero ler tanto está estória, e uma mãe super protetora, onde terão de lidar com a perda de entes queridos. Acredito que a premissa seja bacana, no entanto talvez tenha sido mal desenvolvidos.

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lana.
      Acho que o maior problema desse livro foi a sinopse, que prometeu um livro onde a personagem se envolveria em uma investigação, então achei que a história teria mais a cara de Cidades de Papel do que de A Culpa é das Estrelas!! Rs…
      Beijos

  10. Leonora Oliveira

    Camila, eu gostei muito de ler a sua resenha. É muito interessante saber que, em Tartarugas até lá Embaixo, John Green mostra de forma clara e objetiva como é a mente de um portador da doença e o quanto tais obsessões e compulsões podem agravar e muito a vida de quem precisa lidar com isso diariamente.
    Estou muito ansiosa para fazer a leitura, porque depois de seis anos de espera, John Green brinda seus fãs com o lançamento de Tartarugas até lá embaixo, um livro com título pouco sugestivo, mas que demonstra camadas bem pessoais do autor. Sinto que irei me surpreender muito com a leitura!
    Beijos!

  11. Gabriela de Jesus

    Olá, Camila. Tudo bem?
    Não sabia que o John Grenn havia sido diagnosticado com o transtorno! É compreensível então que a personagem demonstre bem as dificuldades em lidar com o TOC, já que o próprio autor tem de conviver com isso. Gostei da trama usada de pano de fundo também, envolvendo diversas reflexões, e pela resenha dá pra perceber que mais uma vez John Green acertou em cheio! Com certeza lerei o livro!
    Beijos!!

  12. Milena Soares

    Olá! Estou doida pra ler esse livro, gosto muito da escrita do John Green, curto muito um drama e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história que parece mega emocionante.

  13. Alessandra Fernandes

    Quando soube que o livro trataria do assunto TOC, fiquei desesperada para ler. Não tenho dúvidas de que este será o melhor livro do John Green que lerei. É muito interessante ver que Tartarugas Até Lá Embaixo têm muitas filosofias, como a explicação do nome do livro. Além de tratar do tema da doença, que é importante demais, é um livro leve e que traz muitos ensinamentos de espaço, filosofia, poesia e amor. Achei a edição linda!! E quero ler essa linda história em breve!
    Bjos!

  14. Marta Izabel

    Oi, Camila!!
    Gostei da resenha e achei bem interessante a mocinha da estória sofre de TOC. Li algumas resenhas sobre esse livro e fiquei bem curiosa para fazer essa leitura. Nunca li nada do John Green, mas espero conseguir ler esse novo livro dele.

  15. Ana I. J. Mercury

    A culpa é das estrelas eu amei, apesar de chorar muito lendo-o kkk mas os outros do João Verde kkk não me conquistaram também.
    Tô meio receosa com Tartarugas até lá embaixo, porém, gostei muito da sua resenha, deu pra ver que é um livro interessante,principalmente por falar tão abertamente sobre TOC.
    Acho que lerei sim, quem sabe não amo né?! kkk
    beijinhos.

  16. Elis Finco (@efinco)

    Olá, então depois de tanto ouvir / ler a opinião de amei e abandonei eu quero ler pra ter minha própria opinião e também por ter me surpreendido com uma ótima leitura em A culpa é das estrelas. Acabei com aquela sensação de que deveria ter lido antes. Mas enfim, torcendo demais.

  17. Francisca Elizabete Bezerra dos Santos

    O livro aborda uma doença que muitos ainda desconhecem!! E pensar que a ansiedade pode causar um grande desconforto na vida das pessoas. O que podemos sentir lendo esse livro são sentimentos de amor, amizade, impotência, raiva. Penso que John Green consegue descrever muito bem os sintomas do TOC, pois ele mesmo tem que lidar com a doença!! Porém como o próprio autor diz: “Posso resumir em três palavras tudo o que aprendi sobre a vida: a vida continua”.

  18. Cristiane de Souza

    Oi Camis…
    Li ACEDE e confesso que me apaixonei pela leitura, pesar de ter chorado horrores… E preciso dizer que já estou super curiosa para ler esse novo livro de John Green, ainda mais por saber que se trata de uma doença que o próprio autor precisa conseguir lidar com ela… Creio que será mais uma história que vai me emocionar…
    Beijinhos…

  19. Adriana C. Sousa

    Um livro muito interessante, que fala do TOC, até mesmo para as pessoas entenderam melhor quem sofre desse transtorno, e é uma aventura e tanto! Gostaria de desvendar esse mistério na busca do bilionário perdido!

  20. Mônica Kaster

    Gosto do tema, gosto de livros que falem sobre “problemas”, para concientizar e para que quem tem nao se sinta sozinho! Green arrasa!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: