Leitora Compulsiva

(DRD) John Green – A Culpa é das Estrelas

Título: A Culpa é das Estrelas

Autor(a): John Green

Editora: Intrínseca

Ano: 2012

Páginas: 288

Tradução: Renata Pettengill

Sinopse no Skoob

***

“A Culpa é das Estrelas ” é o primeiro livro do John Green que pego para ler. O livro já estava há um bom tempo na minha estante, mas eu estava adiando essa leitura. Eu li inúmeras resenhas sobre esse livro e sabia que seria uma leitura complicada para mim e  por isso fui deixando o livro ali na estante! E por que é então que resolvi ler agora? Simples! Porque nesse domingo que passou teve encontro do Literatura Solidária e o tema foi justamente John Green! Não queria ir ao encontro sem ter lido nenhum livro do autor, então tomei coragem e resolvi encarar o desafio.

E exatamente por tudo isso é que decidi que “A Culpa é das Estrelas” seria o livro ideal para cumprir o desafio de nº 1 do DRD, que consistia em “ler um livro que você ganhou, não gostou muito e ficou na prateleira”. Bom, eu ganhei esse livro de presente de uma super amiga que sabia que eu estava curiosa para ler. Ela me presentou com a versão digital do livro e eu fiquei toda animadinha… Mas então comecei a ler uma série de resenhas sobre o livro e comecei a ficar preocupada. Todo mundo dizia: “Se prepare para chorar muito!” E foi então que pensei que talvez não tivesse sido uma boa escolha! A cada resenha que eu lia fui ficando mais e mais desanimada e acabei deixando o livro mofando na minha prateleira virtual!! rs…

Mas enfim… resolvi ler o livro e aqui estou eu para escrever um pouquinho sobre o que eu li!! rs…

“A Culpa é das Estrelas”, ou ACEDE para os íntimos, conta a história de Hazel Grace, uma garota de dezesseis anos que foi diagnosticada com câncer terminal. Graças a um remédio revolucionário, Hazel ganha mais alguns anos de vida, mas sabe que não terá muito mais que isso. Seu pulmão foi muito danificado pelo tumor e por isso Hazel anda para cima e para baixo puxando seu cilindro no oxigênio em um carrinho. Cansada de ver Hazel deprmida, sua mãe a obriga a frequentar um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer e lá vai Hazel e seu oxigênio ouvir todos os relatos dos membros do grupo, cada dia menor.

E é em um desses encontros que Hazel conhece Augustus Waters, ou Gus. Ele vai até lá para acompanhar um amigo, mas é também um sobrevivente do câncer. Gus teve osteosarcoma e acabou tendo uma das pernas amputadas e substituídas por uma prótese. Gus é um cara que adora curtir a vida, jogar vídeo game e está sempre com um ótimo humor. Para ele não há tempo ruim e adora fazer piada com os clichês relacionados ao câncer!!

Os dois vão se aproximando e Hazel indica a Gus o seu livro predileto, chamado “Uma Aflição Imperial”. O garoto então resolve ler o livro e descobre que o final do livro é extremamente “cruel” com o leitor porque termina de uma maneira repentina, sem revelar detalhes sobre o que acontece com os personagens depois que a narrativa acaba. E agora Gus também está curioso e juntos eles resolvem ir atrás do autor do livro, Peter van Houten, para saber dele qual o destino dos personagens do livro.

Ao longo dessa busca, Hazel e Gus vão se apaixonando. Mas ao mesmo tempo em que vivem esse romance, também precisam lutar contra a doença . Quando finalmente Hazel e Gus descobrem o amor, descobrem também que o câncer não dá trégua para ninguém. E a maior lição desse livro é, com certeza, a de que não importa o quanto um amor dure ou o quanto vamos sofrer depois de perder quem amamos, o que importa é viver esse amor da maneira mais intensa e verdadeira possível.

E agora vem a parte mais difícil dessa resenha porque é nessa hora que eu conto para vocês o que achei do livro. Bom, a verdade é que o livro é lindo, super bem escrito e emocionante para caramba. É inegável que o John Green tem um talento especial e soube abordar um tema super delicado de uma maneira franca e até bem humorada. Além disso a capa é linda e a edição super bem feita e caprichada.

 Mas eu simplesmente odiei ter lido o livro!!! COMO ASSIM??? Pois é… o livro acabou comigo!! Fiquei mal mesmo depois que terminei de ler o livro e percebi que a minha intuição estava correta antes. Vejam bem… não é que o livro seja ruim, pelo contrário, é maravilhoso!! Só que eu tenho a leitura como uma forma de entretenimento. Gosto de ler um livro que vai me deixar bem, pra cima e no máximo sofrendo pela continuação! O problema com ACEDE é que ele simplesmente me deixou arrasada. Fiquei mal, chorando pelos cantos por coisas não relacionadas ao livro, mas relacionadas ao tema do livro. Perdi amigos com câncer e pessoas que eu amo muito estão doentes. É por isso que eu simplesmente não precisava desse banho de água fria… O livro me fez tão mal que quase entrei numa ressaca literária!!

Me desculpem aqueles que amam o livro! Que fique claro que o livro é muito bom!! O que estou tentando dizer é que o livro é tão bom, tão verdadeiro, que me atingiu de uma forma muito profunda e isso é que acabou me fazendo mal! Me deixou deprimida!!

Eu sei que muita gente já leu esse livro, então gostaria de saber o que vocês acharam dele e como ele afetou vocês!!

E termino essa resenha com um poema. O texto é do Vinícius de Moraes e acho que todo mundo conhece – se chama Soneto de Fidelidade!! Tem tudo a ver com ACEDE!!

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa lhe dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure

Instrínseca - Rosa

36 comentários sobre “(DRD) John Green – A Culpa é das Estrelas

  1. marinafaedda

    Camis, eu não quero ler esse livro pelos mesmos motivos que você! Não me importo de ler um livro que vai me fazer chorar, mas a verdade é que livros assim, de sofrer sem parar, eu não gosto! Fico mal e não vejo necessidade disso. Depois que li “Ana e o Beijo Francês” e vi que o pai dela é uma caricatura do Nicholas Sparks, e o que o Saint Claire diz sobre a escrita dele, percebi que concordo!

    Sua resenha, como sempre, muito boa! Um beijão! =)

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Nina.
      Todo mundo vive falando que esse livro é incrível e eu sabia que tinha que ver com meus próprios olhos! Mas a leitura foi muito sofrida para mim e no final a experiência não foi boa porque fiquei deprimida! Gosto de livros que mexem com o emocional, mas esse passou um pouco dos limites!
      Beijos

  2. Lauren Alice Lopes

    ACEDE *0*
    Esse foi o primeiro livro do John Green que li, e foi amor a primeira vista quando vi a capa!
    A história é perfeita, é cruel, fikei mal por dias, mas o amor deles é a coisa mais fofa que já li!!
    Eu amei o livro, amei a Hazel, amei o Gus e amei o John Green!
    Tem que ter coragem pra ler, pois o câncer é uma coisa cruel e parece que sempre está nos perseguindo!
    Mas a história é linda e muito, muuuuuito triste!
    Sei como tu te sentiu, Cami!
    Eu adoro um romance dramático! então A CULPA É DAS ESTRELAS foi tudo de bom!
    As vezes abraço o livro e digo pra ele que vou lê-lo novamente hehhehe
    bejo

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lauren.
      Assim que esse livro foi lançado fiquei doida para ler!
      Mas como você disse, a história é cruel e isso foi demais para mim! Eu gostei demais dos personagens e sofri demais com tudo o que aconteceu!
      Eu até gosto de um bom drama, mas esse passou um pouco do ponto!
      beijos

  3. Pah (@LendoEscrevendo)

    Camis, não li o livro e nem pretendo, sei que muita gente fala que o livro é ótimo e como vc disse é bem escrito, mas a temática não me agrada, assim como vc leio por entretenimento, por isso acabo procurando livros com uma temática mais animada.

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Pah!!
      Acho que você viu o quanto fiquei transtornada com o livro, né?!
      Menina, o livro me deprimiu e meu deu muita raiva ao mesmo tempo. Acho que um livro pode até ser dramático, mas deve haver um limite!
      Para mim foi cruel demais!
      Beijos

  4. Nanda

    Ei Mila

    Eu tenho e quero muito ler, eu já sabia que era triste, só que não sabia como e o que acontecia claro. Ai no encontro dos fãs do autor na Bienal, vem uma menina e conta o final do livro.
    Que ódio, sai do auditório na hora, mas o dano já tinha sido feito.
    Entendo o que você disse, realmente alguns livros apesar de vc saber que são ótimos livros, não são para a gente, ou pelo menos não era para vc neste momento.
    Estou sofrendo com Corações feridos, quase morro de tanta dó da protagonista.
    bjs

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Nossa, Nanda! Que ódio que eu ficaria se alguém tivesse me contado o final!! Imagino a sua frustração!
      Para mim realmente não era um bom momento!
      Vou tentar ler outros livros do John Green para tirar essa má impressão!
      Beijos

  5. Mayara Tashiro

    Oi Camis,
    Quando comecei a ler esse livro eu tinha uma vã ideia de como seria, surpreendi-me ao começar o livro por ser engraçado e os personagens terem um humor negro. Gostei tanto do Isaac também! Mas aí começa todo aquele rastro da doença, primeiro com a Hazel que foi quando comecei me desesperar e depois com o Gus. É claro que chorei muito, a estória me pegou pelo calcanhar. Li só de uma vez, virei a madrugada, não conseguia larga de jeito nenhum. Enfim, o livro é lindo, mas eu gosto de um romance bem trabalhado, problemático, massss com um satisfatório final feliz.
    É interessante que o John mesmo fala que ele é o Van Houlter (acho que se escreve assim) e que ele não sabe o que aconteceu com a Hazel e se os pais dela ficaram juntos depois que ela morreu… Frustante!

    Beijos, May

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, MAy.
      Eu sabia que o livro seria sobre pessoas com câncer, mas assim como você prefiro livros que tenham um final mais feliz, mesmo com todo o drama!
      Fiquei arrasada demais com esse livro e ainda estou meio deprimida!
      Beijos

  6. Lucas

    Oi, Camis!
    Eu odiei o livro também, mas foi porque pra mim ele é muito mais ou menos mesmo.
    Ele não me deixou pra baixo como você, na verdade eu acho que faltou muito pro livro chegar a ser “bom”.
    A mensagem ficou fraca demais, o enredo e os personagens muito pobres. Não curti!
    Aliás, você não comprou Como eu era antes de você? Se sim, vai ficar mais deprê ainda rsrs
    Beijos
    Lucas ~ Blog Descobrindo Livros

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lucas.
      Que pena que achou o livro ruim!
      Não tenho esse outro que você comentou e se for como ACEDE, não quero ler não!
      beijos

  7. Carol D. (Open Page)

    Oi Camis! Adorei sua franqueza e que barra (!), entendo perfeitamente o que você quer dizer. Também sou assim, procuro sempre livros que me deixem para cima. Claro, o que é um livro sem um pouco de drama, mas final tristes me deixam super mal, então quando começou essa história de sick-lit já fiquei com pé atrás por causa disso. Vou passar longe de A Culpa é Das Estrelas, mas tenho certeza que a história deve ser super linda, porém difícil de encarar. Beijos!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Carol. Acho que o drama nos livros deve ter uma medida certa e para mim esse livro, apesar de lindo, me deixou pra baixo demais!!!! Esse negócio de Sick-lit não é mesmo para mim porque acabo sempre lembrando das pessoas que estão doentes mesmo e isso me afeta demais!!
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Não sei como isso pôde acontecer, Thaís!!
      O livro é lindo, mas me deixou tão mal que não consegui avaliá-lo tão bem! Dei quatro estrelas também!!
      Beijos

  8. Gih Delela

    Oi!
    Eu sou uma das muitas pessoas que leu o livro. Me apaixonei, amei de verdade, mas confesso que me senti muito insensível por nem chorar… rs
    Acho que a… ok, não quero dar spoiler pra ninguém… mas, enfim, o que aconteceu no fim não me afetou como aos outros porque esse amor fez tão bem ao Gus e à Hazel que eu fiquei feliz. Mas entendo que deixe muita gente mal. É triste mesmo.
    Beijos,
    Gih

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Gih!!
      Não tem nada de insensível por não chorar!!
      Eu gostaria de ter me apaixonado pelo romance, mas o final do livro me deixou mal demais, me afetou profundamente!
      Uma pena, porque me encantei com o John Green!!
      Beijos

  9. Fernanda Souza

    Lendo a resenha lembrei de você falando a respeito dele no LS, rsrsrs.
    Ai Camis, eu tenho uma relação de amor e ódio com o JG, Amo a pessoa que ele aparenta ser, mas não gosto da forma que ele escreve, talvez por ele ter uma fórmula feita pra emocionar em todos os livros e pelos personagens serem tão semelhantes, só me arriscaria em outro livro dele se fosse uma parceria, como “Will & Will” que amei.
    Pelo visto você se tornou fã do homem, rs.

    Beijos
    Fernanda – Leitora Incomum

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Pois é, Fê. Li o livro justamente para o LS!! rs…
      E tinha acabado de ler o livro pouco antes de ir ao encontro e acho que por isso estava tão abalada!
      Eu gostei muito do texto do John Green e achei ele muito bacana nos vídeos! Por isso eu fiquei fã dele, mas não do livro, que me deprimiu! rs…
      beijos

  10. Bárbara

    Olá Camila!

    Li o livro já há algum tempo e terminei aos soluços… Amei a história e principalmente a forma como Gus e Hazel lidam com a doença sem falsas esperanças ou melodramas, mas tirando tudo que podem de cada momento!!! Foi meu primeiro livro de JG e com toda certeza lerei outros, mas realmente ele também me deixou para baixo durante mais ou menos uma semana…

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Bárbara!
      Estou doida para ler outros livros do John Green para tirar essa má impressão!
      Gostaria de ter curtido mais o livro, mas a depressão que ele me causou foi demais!
      Beijos

  11. Franciely Bortoski

    Apesar de ser um livro teoricamente pra adolescentes, ele é um livro forte. Fiquei surpresa ao ler e achei ele muito bom. Não consegui dar menos de 5 estrelas pra ele no skoob porque achei ele um livro completo. Achei que não faltou nada e que eu não acrescentaria nada na história. Gostei do fato de ele parecer tão real e por isso assustador. Mas às vezes é bom lermos algo que nos dê uma certa sacudida e a gente perceba que não é imortal e passe a pensar nas coisas que realmente importam como a nossa família. Passamos tanto tempo fazendo tantas outras coisas… até ler, e às vezes não passamos o tempo com as pessoas que realmente importam na nossas vidas e que são quem vai sentir a nossa falta se nós deixarmos de viver. Entendo o que disse sobre o livro te fazer mal, mas tem males que vem pro bem. =)

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Fran.
      Fiquei encantada com a escrita do autor e com certeza quero ler outros livros dele, mas realmente esse livro acabou comigo e eu não recomendo não!
      Entendo o que diz sobre a dose de realidade, mas para isso já temos o jornal!! Eu trabalho o dia inteiro com a desgraça dos outros, então quando sento para ler quero relaxar!
      Beijos

  12. Moniiqueta

    Eu ASSUMO eu ASSUMO: Não tenho coragem de ler o livro, apesar de TODAS as resenhas positivas do mesmo e LINDAS, não consigo ler um livro que sei que irei sofrer pelos personagens..John consegue criar um universo tão incrível que não tem como não se envolver na história e só com as resenhas sinto vontade de sentar e chorar num cantinho de casa..
    Não tenho coragem de ler porque sei que vou me apegar e sofrer =/

    http://www.quatroamigaseumlivroviajante.com

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Sei exatamente como é esse sentimento e confesso que preferia não ter lido esse livro!
      Eu sei que muita gente ama essa história, mas ela me machucou demais!! Sofri demais com tudo o que aconteceu!
      Não tenho coragem de recomendar, mesmo sendo uma história linda!
      Beijos

  13. Juliana Jesus

    Oi!
    Bom saber que ultimamente to uma torneira aberta, chorei nos três livros de jogos vorazes e mais alguns. Comecei a ler crônicas do Mário Prata porque esse eu dou risada.
    bjs

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Hum… Então não sei se é bom você ler esse livro por enquanto, Ju!
      Me acabei de chorar!! Fiquei até com os olhos inchados, pode?! rs…
      beijos

  14. chefa

    Aai, esse eu li! E como sofri, meu Deus!! Já vi que você passou pelo mesmo, haha…é simplesmente impossível ler e se manter alheio à história. Também acabou comigo!
    beijos!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Acho que o grande problema desse livro é que a maioria das pessoas hoje conhece alguém que já teve ou tem câncer, então ela toca muito fundo!
      Foi impossível ler o livro e não sofrer pelas pessoas que já perdi ou ficar com o coração na mão por aquelas que sei que estão doentes!!
      Tive a sensação de que o livro foi um balde de água fria na esperança das pessoas que estão em tratamento!
      Beijos

  15. Ademar Júnior

    Oi Camis,
    Não faz isso comigo, é um dos próximos livros que quero ler, rsrs…
    Mas agora estou com medo, de chorar além da conta. hahahaha
    Me deixou num impasse.
    Beijos
    ​​​​​​​​​​​​Cooltural

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Ademar,
      Se você está querendo ler, então vá em frente!!
      Mas pelo menos você já sabe o que esperar!
      E separa os lencinhos! hehe
      Beijos

  16. Flavia

    Eu estava quase passando o livro pra frente sem ler (de tanto medo) quando umas meninas de um grupo no facebook me convenceram…a partir daí foram só lágrimas.Fiquei muito mal quando acabei de ler, mas adorei a narrativa de John Green!!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Flá.
      Eu gostei muito da narrativa do autor, mas ACEDE me fez sofrer demais. Não gostei de ter lido.
      Mesmo assim quero ler os outros livros do autor.
      beijos

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: