Leitora Compulsiva

Todo Mundo Vê Formigas, de A. S. King #Resenha

todo mundo vê formigas a.s. king gutenberg resenha blog leitora compulsivaTítulo: Todo Mundo Vê Formigas

Subtítulo: Todo Mundo Tem Algo a Dizer

Autor(a): A. S. King

Editora: Gutenberg

Ano: 2016

Páginas: 240

Tradução: Marcelo Salles

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***




“Todo Mundo Vê Formigas”, da autora A. S. King, foi o livro escolhido para o Clube do Livro Autêntica do mês de abril. Por ser uma das moderadoras do clube, recebi um exemplar da editora e aproveitei minha semaninha de férias para ler o livro com bastante tranquilidade!! Rs…

Sobre o que é “Todo Mundo Vê Formigas”?

“Todo Mundo Vê Formigas” conta a história de Lucky Linderman, um adolescente que desde criança é alvo da maldade de outras crianças sem motivo algum. Lucky é um garoto tranquilo e bacana, mas isso não impede caras como Nader McMilliam de maltratá-lo! E para piorar, os pais de Lucky não sabem como lidar com isso e usam o papo de “ignore o valentão que ele para de mexer com você” para simplesmente não fazerem nada a respeito dos problemas do filho na escola!

E ainda sobre os pais de Lucky, o garoto descreve o pai como uma tartaruga e a mãe como uma lula. O pai é chefe de cozinha e está sempre ocupado demais para a família, se escondendo no trabalho a qualquer sinal de problema. A mãe é viciada em natação e acha que suas braçadas compulsivas na piscina vão fazer os problemas sumirem… Enquanto isso Lucky é atormentado, tanto psicologicamente quando fisicamente.

Mas Lucky tem um segredo, uma forma de escapar dessa realidade e se tornar um herói. O avô de Lucky desapareceu durante a Guerra do Vietnã e nunca foi encontrado. Em seu leito de morte, a avó de Lucky pede ao garoto para encontrar o avô. E é isso o que ele faz em seus sonhos! Noite após noite Lucky sonha com o avô e tenta resgatá-lo de sua prisão na selva, mas nunca consegue! Em seus sonhos, Lucky pode ser tudo o que ele deseja.

Se nos sonhos Lucky é um herói, na vida real ele sofre com a falta de compreensão dos adultos, que até tem boas intenções, mas metem os pés pelas mãos e não conseguem lidar com os problemas! Se Lucky sorri, é porque está achando graça em tudo. Se não sorri, é porque é triste e deprimido. Se ele responde é porque é rebelde. Se não responde é porque é fraco…

“Todo Mundo Vê Formigas” é uma história emocionante sobre um garoto vítima de bullying, que se agarra à fantasia para manter a sanidade!

O que esperar desse livro?

Eu ainda não conhecia a obra de A. S. King, mas depois de ler esse livro fiquei completamente apaixonada pela sensibilidade do seu texto. O começo da história pode parecer um pouco arrastada ou até mesmo sem sentido, mas no decorrer da trama conseguimos costurar os detalhes e compreender onde a autora quer chegar com tudo isso!

Lucky é um adolescente como muitos que vemos por aí, que se sente como um incômodo na vida dos próprios pais. A única pessoa que sempre cuidou com carinho de Lucky foi a avó, mas depois que ela morreu não existe muito amor em sua vida! Seus pais fogem o tempo todo da responsabilidade e deixam Lucky à própria sorte. Nem mesmo quando o garoto aparece em casa machucado, seus pais são capazes de tomar uma atitude!

“Todo Mundo Vê Formigas”, para mim, é um livro que fala sobre prisões emocionais e sobre como todos nós estamos encarcerados de alguma forma! Alguns estão presos em seus trabalhos, outros estão presos em suas aparências, outros em seus vícios e outros em seus medos… Apesar de Lucky ser a vítima de bulling nesse livro, a sensação que temos é que ele é o mais “normal” nessa história toda e que é ele quem está sempre precisando resgatar as pessoas a sua volta!!

Recomendo a leitura desse livro, mas é preciso estar com a cabeça aberta! Muitas coisas nessa história podem não fazer muito sentido no começo, até mesmo porque existe um toque de sobrenatural que pode deixar os leitores um pouco confusos! Rs…

Sobre a autora e seus outros livros…

Amy Sarig King é autora conhecida por seus romances premiados para jovens, embora também escreva para adultos. Seus prestigiados livros Glory O’Brien’s History of the Future e Reality Boy foram vencedores do Los Angeles Times Book Prize de 2012. Ask the Passengers e Everybody Sees the Ants integraram a lista da ALA Top Ten Book for Young Adults de 2012 e do Andre Norton Award; com Please Ignore Vera Dietz, ela ganhou o Edgar Allan Poe Award e o Michael L. Printz Honor Book de 2011. É também autora de Dust of 100 Dogs e do livro de contos premiado, Monica Never Shuts Up. Depois de mais de uma década morando na Irlanda, período em que se dividiu entre a restauração de sua fazenda, a alfabetização de adultos, e a escrita de romances, ela voltou para os Estados Unidos em 2004, e hoje mora com o marido e filhos na Pensilvânia.

Pela Editora Gutenberg já foram lançados os livros “Os Dois Mundos de Astrid Jones”, “Todo Mundo Vê Formigas” e, mais recentemente, “A História do Futuro de Glory O’Brien”.

27 comentários sobre “Todo Mundo Vê Formigas, de A. S. King #Resenha

  1. rudynalva

    Camis!
    Mais um livro sobre bullying, porém abordado de uma forma diferente e deve ser bem interesante ver essa nova visão e ainda fiquei curiosa por ver esse relacionamento ‘imaginário’ entre ele e o avô.
    Bom feriado!
    “Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria.” (Campbell)
    cheirinhos
    Rudy

    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

  2. Carolina Durães de Castro

    Oi Camila, tudo bem com você?
    Não li esse livro da A. S. King, mas concordo que a escrita dela é super sensível. Tive a oportunidade de ler “A história do futuro de Glory O’Brien” e fiquei arrebatada com a história e com a delicadeza com que ela compõe o texto.
    Amei sua resenha, parabéns!
    Bjkas

  3. Sandra Mendes

    Hey, Camis!
    Acho que livros sobre bullying estão mais em alta agora por causa da série e do livro Os 13 Porquês, né?
    Eu não sou fã desse tipo de literatura, leio apenas um ou outro, mas é raro.
    Então vou deixar passar a dica. 😉

    Beijos!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Sandra.
      Na verdade esse livro foi lançado no ano passado, mas é verdade que os livros sobre bullying estão chamando mais atenção ultimamente por causa de Os 13 Porquês.
      Mas esse livro é bem diferente e não tem o foco exclusivamente no bullying, caso queira dar uma chance mais para frente!
      beijos

  4. Pamela

    Olá Camila, tudo bem?

    Eu tenho um livro da A.S. aqui em casa para ler, publicado pela Novo Século, mas infelizmente aquele ”tesão” que eu tinha para lê-lo logo que ele chegou, caiu por terra. Mas ainda tenho curiosidade pelos publicados pela Gutenberg. Quem sabe um dia não os leio.

    Beijos

  5. Marta Izabel

    Oi, Camila!!
    Adorei a resenha do livro pelo que vi é livro que trás um tema muito discutido atualmente que o bullying, fiquei interessada para saber mais sobre esse livro e que capa mais interessante!!
    Beijoss

  6. Karla Samira

    Olá! Adorei a capa do livro e muito me agradam os polêmicos livros com tema bullying! Achei engraçada a forma como o personagem compara seus pais a animais e super interessante que a avó tenha cuidado dele, imagino, diminuindo o vazio que ele sentia pela falta de atenção de seus pais, que estavam sempre ocupados. Quero muito realizar a leitura, mas tenho que tomar cuidado para não me confundir com a parte ‘sobrenatural’ da trama. Vou procurar para ler.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

  7. Morgana Brunner

    Eu realmente não conhecia esse livro e até que não fiquei interessada Camila, normalmente eu procuro ler, mas pularei dica, ótima resenha flor.
    Abraços

  8. Kris Oliveira

    Oi tudo bem,
    Eu não conhecia a obra, acho que ainda não a tinha visto por ai, gostei da sua resenha, pareceu que a leitura é muito massa, mas infelizmente esse não é bem o perfil de leitura que tem me atraído ultimamente. Por isso não fiquei muito interessada em ler.
    Beijoos

  9. Laneh Martins

    Oi Camila, tudo bem?

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas achei a história diferente. Colocarei esse livro na lista, para quem sabe em um futuro próximo eu leia.

    Adorei a resenha!

    Beijos
    Laneh Martins

  10. Cidália Maria Milani (Dallica)

    Vou começar o comentário com a frase: “não julgue o livro pela capa”. Não me senti atraída pela capa, mas no momento que comecei a ler a resenha mudei a opinião. Lembrei de outros livros que li onde o tema abordado é o bullying. O diferencial desse é o toque sobrenatural. Valeu pela indicação!
    Bjos,
    Cidália.

  11. Tahis Aguiar

    Oi Camila!
    Não conhecia o livro e achei muito bom a premissa, se eu não tivesse lido a sua resenha nunca que iria saber do que esse livro iria falar, pois a capa e o título não chamaram a minha atenção. Enfim, gostei de saber a respeito, esse assunto é sério e precisa alcançar mais pessoas, o fato dos pais não fazerem nada, é o que muitos hoje em dia deixa passar e não fazem nada pelos seus filhos. O Menino se prende no mundo da fantasia e consegue “levar” essas ameaças. Gostei e fiquei curiosa para ler, anotado a dica!

    Beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

  12. Rayanni K.

    Olá, tudo bem?
    Ah que capa mais curiosa! Não conhecia a obra e adorei conhece-la através do seu blog.
    Anotei a dica e espero ler em breve.

  13. Rosemary S. de Castro

    Oi Camis, quantos Luckys temos espalhados pelo mundo não é mesmo? O pior é saber que muito deles passam e tem o mesmo problema de incompreensão do personagem em questão. É duro quando nem os pais sabem direito como ajudar ao filho, ou nem chegam a tentar.
    Bjs, Rose.

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: