Leitora Compulsiva

O Que Vem Por Aí – Intrínseca #Lançamentos

o que vem por aí intrínseca

Hoje é dia de mais um post da coluna “O Que Vem Por Aí” e vamos conhecer os lançamentos da Editora Intrínseca do mês de novembro!




Preparados para mais um “O Que Vem Por Aí”? Hoje vamos descobrir quais são os lançamentos da Editora Intrínseca do mês de novembro e estou super animada para conhecer muitas dessas histórias!!

Confiram o que vem por aí:

Como ainda tenho algumas leituras pendentes e quero deixar tudo em dia antes do final do ano, não vou pedir nenhum dos livros pela parceria, mas muitos deles estão na minha lista de desejados!!

E aí?! O que acharam dos lançamentos?

Para terminar, já viram o novo trailer de Cinquenta Tons de Liberdade?! O filme tem lançamento previsto para fevereiro de 2018!!

 

8 comentários sobre “O Que Vem Por Aí – Intrínseca #Lançamentos

  1. rudynalva

    Camis!
    Melhor mesmo colocar as leituras em dia para depois pedir outros.
    Gostei de todos os lançamentos mas o que mais me atraiu foi: Vejo você no espaço e Endurence.
    Lindo o trailer, já doidinha para assistir…kkk
    “É prova de inteligência saber ocultar a nossa inteligência.” (François La Rochefoucauld)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

  2. Sandra Mendes

    Camis, tudo bem?

    O único livro que me chamou a atenção aí foi “Mulheres sem nome”.
    Eu também estou com vários livros de parceria aqui pra ler, tá complicado, viu?
    Já vi o trailer de 50 tons e também fiquei curiosa. Acho que to gostando mais dos filmes do que dos livros.. rsrs.

    Beijos!

  3. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Fiquei interessada por Endurance e Vejo você no espaço. O primeiro porque quando li na descrição que o autor fala como viveu os efeitos físicos e emocionais da viagem no espaço por longo tempo, me lembrei logo do livro e do filme Perdido em Marte, já que lá abordam um pouco esses efeito (só pense no choque em ver Mark Walberg todo flácido lá para o fim do filme) e nesse caso, o Scott Kelly retrata a sua própria experiência e tudo que astronautas e cosmonautas sacrificam pela ciência e para alargar as fronteiras do universo para os humanos.
    No segundo, porque me lembro muito do Carl Sagan e do disco citado na sinopse, e ver um jovem que vê essa mesma experiência e quer realizar esse desejo de encontrar e fazer contato com outros seres no espaço, mesmo que de forma tão simples e singela (Apesar de que me pergunto: Como ele vai fazer o iPod dele resistir aos impactos do lançamento e da aterrissagem? Ele vai ter que pesquisar e muito sobre isso!).

    Um abraço!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: