Leitora Compulsiva

O Ceifador, de Neal Shusterman #Resenha

o ceifador nela shusterman seguinte blog leitora compulsivaTítulo: O Ceifador

Série: Scythe #01

Autor(a):Neal Shusterman

Editora: Seguinte

Ano: 2017

Páginas: 448

Tradução: Guilherme Miranda

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***




Sempre fui apaixonada por livros juvenis com temas originais! E por esse motivo, quando li a sinopse do livro “O Ceifador“, do autor Neal Shusterman, que a Editora Seguinte lançaria no mês de abril, fique doida para conhecer essa história e logo tratei de pedir um exemplar!!

o ceifador

 

Sobre o que é “O Ceifador”?

A história narrada em “O Ceifador” se passa em um futuro no qual a Terra agora é comandada por uma inteligência artificial. A Nimbo-Cúmulo substituiu os governos e, ao afastar os seres humanos da equação, conseguiu resolver todos os problemas da humanidade, como a fome, as guerras, a miséria e as doenças. Nessa sociedade só há um único problema que a Nimbo-Cúmulo não consegue resolver: o crescimento populacional. Uma vez que não há mais doenças e até mesmo as mortes acidentais podem ser revertidas, como evitar a superpopulação?

Para resolver essa questão os antigos criaram a Ceifa, a única organização não controlada pela Nimbo-Cúmulo, formada por pessoas que tem a missão de colocar fim a vidas de pessoas! Quem morre pelas mãos de um ceifador não pode ser revivificado. O trabalho dos ceifadores é matar e essa não é uma tarefa para qualquer um.

A maior conquista da raça humana não foi vencer a morte. Foi vencer o governo!

Nesse primeiro livro da série acompanhamos Rowan e Citra, dois jovens escolhidos pelo Ceifador Faraday para se tornarem aprendizes. Eles irão passar por um árduo treinamento que inclui diversas lutas e conhecimento sobre armas e venenos! Ao final do treinamento, os jovens serão rigorosamente testados. Se aprovados receberão o anel e o manto do ceifador, mas se reprovados enfrentarão as consequências.

Esqueçam tudo o que vocês pensam saber sobre os ceifadores, Abandonem suas ideias preconcebidas. Sua educação começa agora. (…) Estamos acima da lei, mas isso não signifca que a desafiamos. Nosso cargo exige um nível de moralidade acima do domínio da lei. Devemos buscar incorruptibilidade e avaliar nossas motivações todos os dias.

O que esperar desse livro?

Quando comecei a ler “O Ceifador”, minhas expectativas eram muito altas e logo de cara posso afirmar que não me decepcionei. A história criada por Neal Shusterman é inovadora e brinca com os conceitos de distopia e utopia. De cara, a ideia de que uma inteligência artificial se tornou um “ser” pensante e assumiu o controle de tudo pode parecer um pouco manjada – e o Exterminador do Futuro que o diga -, mas essa trama passa longe da ideia de que a tecnologia é malvada e que os humanos precisam lutar para sobreviver…

Nessa história a Nimbo-Cúmulo é a heroína da humanidade! Ao substituir os governantes, ela eliminou a burocracia, a corrupção, o desvio de verbas públicas, a ganância e os interesses pessoais… Ela passou ainda a ter acesso a todas as informações sobre novas tecnologias nas áreas da engenharia e medicina. Juntando tudo, a Nimbo-Cúmulo foi capaz de trabalhar a favor da humanidade e deu início a Era Pós-Mortalidade.

Mas é claro que, se tudo fosse perfeitinho, não haveria a menor graça nessa história e é aí que entram Citra e Rowan. Os dois precisam aprender a matar: a melhor maneira, a forma de escolher quem vai morrer, como lidar com a pessoa escolhida na hora da morte e com seus familiares depois.

O livro traz uma trama muito bem escrita, ricamente elaborada e com tantas reviravoltas que fica difícil até encontrar o melhor momento para fazer uma pausa na leitura. Cada final de capítulo traz uma nova surpresa, que só atiça ainda mais a nossa vontade de ler “só mais um capítulo”! Rs…

As páginas do diário da Ceifadora Curie que se intercalam com a narrativa dão um toque especial e nos fazem entender mais a fundo o trabalho dos ceifadores e como tudo mudou a partir da Nimbo-Cúmulo. Além de incitar uma série de reflexões sobre a natureza humana.

Apesar de ser um livro classificado como juvenil, tenho certeza que é uma história que agradará a todos os fãs de literatura fantástica!!

Sobre o autor e seus outros livros…

Neal Shusterman é autor de vários romances premiados, roteiros para filmes e para animações de TV. Nascido e criado no Brooklyn, em Nova York, atualmente mora no sul da Califórnia. Em 2017, O ceifador foi escolhido livro de honra do Michael L. Printz Award, o principal prêmio de literatura jovem adulta dos Estados Unidos.

“O Ceifador” é o primeiro livro da série Scynthe e também o primeiro do autor publicado pela Editora Seguinte. Pela editora Novo Conceito o autor publica aqui no Brasil a série Fragmentados, composta até o momento pelos livros Fragmentados e Desintegrados.

 

72 comentários sobre “O Ceifador, de Neal Shusterman #Resenha

  1. rudynalva

    Camis!
    Gostei da ideia inicial de uma sociedade perfeita e que é ‘quebrada’ pela presença do Ceifador, já que ninguém sabe quem será caifado por eles(s).
    Deve ser uma daquelas ótimas distopias.
    Boas festas juninas!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  2. Alessandra Fernandes

    Achei interessante O Ceifador lidar com uma temática muito delicada como a morte. Também achei interessante o fato de ver uma sociedade perfeita, sem doenças, sem problemas e que as pessoas podem se regenerar, embora que uma sociedade assim torne a vida sem muitos objetivos. E aí que surge a ideia do Ceifador fazendo todo sentido na trama. Quero muito ter a oportunidade de ler.
    Bjos, Camila!!

  3. Leonora Oliveira

    Não imaginava do que se tratava esse livro, mas posso dizer que a sinopse me surpreendeu muito! E já quero ler! É muito louco pensar que podemos chegar a isso. A superpopulação com certeza seria um problema! E mais louco ainda é pensar nas possíveis e prováveis soluções para isso.
    Beijos!

  4. Carla

    Oie!
    Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e farei a leitura em breve. Já conheço a narrativa do autor pelo livro publicado pela Novo Conceito e gostei bastante do que eu encontrei. E acredito que vou gostar bastante dessa história, um tanto diferente do que estou lendo no momento.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

  5. Beatriz Andrad

    Eu fiquei curiosa com o livor mas tenho a impressão de que a leitura deva demorar um pouco para fluir no começo, mas depois deve melhorar. Eu gosto do gênero e achei a sua resenha bem sincera.

  6. Ivi Campos

    Achei a premissa deste livro bem original e acho que seria uma leitura muito instigante pra mim. Gostei dos quotes que você compartilhou e dá pra ter uma ideia da escrita da autora.

  7. Amanda P.

    Desde o lançamento do livro fiquei interessada, a quantidade de resenhas positivas sobre me deixou muito curiosa. Adoro livros que envolvem inteligência artificial e acho que deve ser uma boa pedida considerar um livro de fantasia pelo ponto de vista mais juvenil. Anotei a dica <3

  8. Marta Izabel

    Oi, Camis!!
    Adorei a resenha e devo confessar que já estou de olho nesse livro faz um tempinho, a história é simplesmente maravilhosa!!
    Bjoss

  9. mgrezender

    A capa me chamou a atenção desde que começou a aparecer nos blogs. Eu não fazia idéia do que realmente se tratava, pois não tinha lido nem mesmo a sinopse, embora eu saiba o que é um ceifador. Nesse mundo imaginário do autor, será que existe a felicidade, a busca por algo melhor? Creio que não, uma vez que não há nada para o qual lutar: nascimento, vida, doença e morte estão ligados ao ser humano e a qualquer ser vivo.Quero ler o livro e ver como o autor apresenta esse mundo e como os seres que nele vivem se relacionam e como lidam com a morte que é escolhida por outro ser humano.
    Maristela G Rezende

  10. LiteraKaos !

    Menina que eu tava super curiosa de ler essa sua resenha?!
    huahuahuaha
    Eu to namorando a capa desse livro a um certo tempo e já tinha lido a sinopse, mas precisava de uma resenha pra saber se quero ou não!
    depois dessa sua resenha eu percebi que não quero.
    EU PRECISO!!! uhauhauha
    Que história incrível! Meio Matrix, sei lá! huahuauha
    Adorei a resenha!!!
    beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

  11. Kamila Villarreal

    Olá!

    Morro de vontade de ler a série dele pela NC mas não tenho de ler esse livro, acho que a pegada distópica está manjada até demais, já li vários em sequência e, pelo menos no momento, não é o que procuro.

  12. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Percebi que o Neil gosta de tratar temas sérios com essas tramas e você só começa a perceber isso quando lê e tira as suas conclusões. Já notava em Fragmentados que ele usa a trama para falar dos limites da medicina e se é possível se livrar de um filho só porque ele não foi planejado ou não atendeu suas expectativas e/ou vontades.
    E aqui em O Ceifador, temos uma utopia que mesmo assim mostra que um mundo perfeito tem seus problemas e nesse caso, o problema é a falta da morte, pois a Terra não vai suportar tudo, mesmo sendo governada por uma inteligência artificial. No final, mesmo com os ceifadores, a humanidade não sabe lidar com a morte. E isso afeta mais as pessoas do que os efeitos que a falta da morte afetaria na Terra! E na história do Rowan, dá para notar isso, já que o garota da escola que morreu era o craque do time e a equipe não vence sem ele (Vemos isso sempre em Copas do Mundo, com várias seleções. E olha que estou falando do futebol que eu conheço, não do futebol americano.). E como os ceifadores não podem ser agredidos e são respeitados pela função que tem, a culpa cai toda no Rowan! Fiquei com raiva dos colegas dele ao ler a amostra do livro!
    E achei muito interessante a estrutura dos ceifadores, bem parecida com a da Igreja Católica, mas sem um Papa e com cada ceifador escolhendo um nome de um cientista que marcou a história, como os Papas escolhem nomes de santos para serem chamados pelo público. Aliás, se esse livro virar filme, quero o Peter Capaldi ou o Ted Danson no papel do Faraday, pois vieram logo a mente enquanto lia a amostra. Mas não sei se os mantos ficariam bons neles como imagino para Faraday!

    Um abraço!

  13. Angélica Felix Lima

    Oi, tudo bem?
    Acho a capa deste livro super bonita!
    Que bom que o livro não frustrou suas expectativas, e adoro essas histórias cheias de reviravoltas, me fazem ler mais rápido!
    Bjs

  14. Carol (Open Page)

    Oi Camis, tudo bom?

    Acho que o livro faz vários questionamentos bacanas sobre o que significa a humanidade, falando também da questão do poder e da maldade. Curti a leitura apesar do começo ser um pouco mais lento, rs. Gostei muito da Nimbo-Cúmulo também! kkk

    bjs
    Carol
    Open Page

  15. Jéssica Burgos

    Olá Camila, tudo bom?

    Desde quando vi a capa deste livro fiquei curiosa para ler ele, a sinopse me fisgou, e sua resenha aguçou minha curiosidade ainda mais! Entrei na leitura coletiva deste livro e espero ficar com essa mesma sensação de “só mais um capítulo”, adoro ser sugada para dentro das páginas!

    Um abraço!

  16. anastaciacabo

    Oie, tudo bem?! Esse livro particularmente eu não li, mas pelobque pude vwr na sua resenha ele continua questionando nossa sociedade atual através de futuros improváveis, pelo menos eu prefiro acreditar que essa realidade é improvável.
    Na outra série dele, Desfragmentados, ele aborda e discute varias questões da sociedade atual, em um futuro distopico louco, vale a pena conhecer, viu?!
    Bjs

  17. lucia santos

    OLá!!! Estou louca para ler esse livro, a cada resenha que leio fico mais curiosa para conheçer o livro inteiro, gosteio muito da resenha, espero ter oportunidade de ler o livro logo!!!

  18. Daniel Igor

    Boa noite!
    Simplesmente AMEI a premissa desse livro! Achei muito criativa e original, com certeza nunca havia visto algo assim antes. Espero poder conferir a obra logo, principalmente agora que sei da ótima escrita da autora e das surpresas que ela nos reserva durante a trama.
    Até agora só li elogios sobre O Ceifador, sua resenha me deixou com ainda mais vontade de ler.

  19. mariza65

    ESTE LIVRO ME CATIVOU A PRINCIPIO PELA SINOPSE,DEPOIS VEIO A BELEZA DA CAPA E A EXTRAORDINÁRIA DISTOPIA ALGO DEVEMOS OBSERVAR NÃO MUITO DIFICIL DE VIR A ACONTECER..GENTE QUERO LER ESTA MARAVILHA.

  20. Francisca Elizabete Bezerra dos Santos

    Esse livro está tão bem comentado, que fiquei com muita vontade ler! A capa e o nome do livro por si só já aguça a vontade de ler dos leitores!! A narrativa parece bem emocionante e tocante, já que nenhum dois escolhidos para serem treinados para ceifador almejam por isso!!

  21. lanawesley

    Também tenho altas expectativas em relação a esta leitura, e espero não me decepcionar, ainda mais porque a trama possui uma gama de característica que fazem com que eu me envolva durante a leitura, uma premissa totalmente bem construída, cheio de revira voltas, e personagens envolventes, acredito que esta vai ser uma leitura e tanta.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros “O Casal que mora ao lado” e “Paris para um e outros contos”.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

  22. Fabiana Carvalho

    Já assisti alguns filmes nesse estilo, mas esse livro me parece totalmente inovador. Não me parece exatamente juvenil, mas só sei que estou super interessada nele após a sua resenha, quero ler e ficar por dentro de todas essas reviravoltas que você diz ter.

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: