Leitora Compulsiva

Cinquenta Tons Mais Escuros #Filme

“Cinquenta Tons Mais Escuros” estreou nos cinemas no dia 09 de fevereiro e vem dando o que falar…


O filme “Cinquenta Tons Mais Escuros” – baseado no segundo livro da série Cinquenta Tons de Cinza da autora E.L. James – estreou nos cinemas brasileiros no dia 09 de fevereiro e recebi um convite da Intrínseca para participar de uma sessão especial.

Recebi ainda um exemplar da nova edição do livro, com a capa inspirada no filme e aproveitei para reler a história, já que apresentaria um evento para fãs da série e precisava estar afiada com os detalhes!! RS…

Edição especial com fotos e comentários de E. L. James sobre os bastidores da aguardada sequência cinematográfica de Cinquenta Tons de Cinza e um trecho antecipado de Cinquenta Tons Mais Escuros pelos olhos de Christian, próximo romance da autora.

Assustada com o lado obscuro do belo e atormentado Christian Grey, Anastasia Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e decide se concentrar em sua carreira: ela acaba de conseguir um emprego em uma editora de livros de Seattle. Mas o desejo que sente por Christian ainda domina seus pensamentos e, quando ele propõe reatarem o namoro, ela não consegue resistir. Por amor a Ana, Christian está disposto a enfrentar seus demônios interiores. Em pouco tempo, porém, ela descobre segredos do passado de seu amargurado e dominador parceiro que jamais imaginou serem possíveis, e se vê obrigada a tomar uma importante decisão.

Desde a estréia do filme tenho lido muitas coisas a respeito dessa adaptação e de toda a história em geral, algumas delas extremamente desrespeitosas e feitas por quem, claramente, não leu os livros, outras muito elogiosas de quem amou essa adaptação… 

E já que esse parece ser um dos assuntos do momento, não custa nada eu dar o meu pitaco também, não é mesmo?! Rs…

Título: Cinquenta Tons Mais Escuros 

Título original: Fifty Shades Darker

Direção: James Foley
Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Bella Heathcote, Kim Basinger, Eric Johnson
Gênero: Romance, Drama, Erótico
País: Estados Unidos
Ano: 2017
Duração: 118 min

Sinopse: Incomodada com os hábitos e atitudes de Christian Grey (Jamie Dornan), Anastasia (Dakota Johnson) decide terminar o relacionamento e focar no desenvolvimento de sua carreira. Ele, no entanto, não desiste tão fácil e fica sempre ao seu encalço, insistindo que aceita as regras dela. Tal cortejo acaba funcionando e ela reinicia o relacionamento com o jovem milionário, sendo que, aos poucos, passa a compreender melhor os jogos sexuais que ele tanto aprecia.

Várias vezes já me declarei fã da trilogia da autora E. L. James, composta pelos livros Cinquenta Tons de Cinza, Cinquenta Tons Mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade! Li os livros logo que foram lançados e achei a história viciante… É claro que percebi que a escrita da autora não é das mais fantásticas, mas achei a ideia dela muito interessante.

Apesar do que muita gente imagina, o conteúdo erótico do livro é o de menos e sequer traduz com exatidão o que são os relacionamentos BDSM… Rs! O que me pegou de jeito nesse livro foi a nova roupagem dada pela autora para o já clássico enredo “A Bela e a Fera”, que mostra a mocinha ingênua que é capaz de amar o monstro, que se julga indigno desse amor, mas que ao final encontra sua redenção!! Rs…

Por se tratar de um romance ficcional, a autora teve liberdade de tratar de determinados assuntos da forma como ela achou melhor. Isso significa que o que é contado no livro não necessariamente corresponde à realidade. Parece óbvio, não?!

Bom… Como uma boa fã dos livros, fui ao cinema cheia de expectativas para esse segundo filme. Achei que o filme do primeiro livro foi bem feito, com uma bela fotografia e com um bom resumo dos acontecimentos. Imaginei que o segundo filme seria ainda melhor, já que a autora teve uma participação muito maior na adaptação.

“Cinquenta Tons Mais Escuros” tinha tudo para dar certo: a química dos atores está melhor, os cenários estão mais elaborados, mais atores entraram em cena e talvez tudo o que de mais importante teve no livro, tenha sido reproduzido. Ah… E a trilha sonora continua ótima!!! Rs…

Três coisas no entanto me incomodaram… A primeira delas foi a ausência de dois personagens que eu gostaria de ver: o Dr. Flynn e o Ethan. Estranho é que o ator Hugh Dancy (da série Hannibal) consta nos créditos como o Dr. Flynn, mas ele não apareceu em nenhum momento do filme! A segunda coisa que me incomodou – e me incomodou demais – foi a brusca transição entre as cenas. Os cortes me pareceram muito forçados, como se faltasse algo no meio! A fotografia também deixou um pouco a desejar e senti falta daquelas tomadas aéreas incríveis que vimos em Cinquenta Tons de Cinza! E para terminar, achei bem ridículo que o diretor do filme tenha optado por mostrar a Ana completamente nua, enquanto o Grey mal tirou a camisa… Bem medíocres as cenas de sexo em que o cara nem tira a calça!! Rs…

Não sei vocês, mas tenho a sensação de que o filme foi feito para quem já leu o livro e sabia do que se tratava a história. Fico na dúvida se esse filme resumiu tão bem a história… Será que quem não leu o livro e viu somente o filme entendeu tudo?

Claro que minha avaliação sobre o filme, além de não ser nem um pouco técnica, é influenciada pelo fato de eu gostar da história. No geral achei que esse segundo filme foi uma boa adaptação e confesso que estou até tentada a ver de novo no cinema!! kkkkkk

E vocês? Já leram os livros? Já viram o filme?!

34 comentários sobre “Cinquenta Tons Mais Escuros #Filme

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Dani.
      Como os livros com a capa original eu comprei em ebook, vou aproveitar as capas dos filmes para fazer minha coleção no físico também!
      Senti mesmo falta de muitas cenas, mas acho que valeu no geral!
      Beijos

  1. Mari Ramos

    Pois então… Eu sou daquelas que leu 50 tons e não gostou. Consigo achar pontos positivos na obra? Sim, mas apesar disso não entrou para a minha listinha de livros que eu indicaria.
    Quanto ao filme, não fui ver nenhum deles. Para quê? Se não gostei dos livros, a probabilidade de gostar dos filmes seria praticamente nula e não vejo atração em ir ver alguma coisa só para falar mal depois.

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Mari.
      Você está certíssima!
      Se os livros não te agradaram, para que ver os filmes?! Não faria muito sentido mesmo!
      Beijos

  2. Jennifer Silva

    Oi Camila! Então, eu também tinha lido os 3 livros quando foram lançados e amei, porém fiquei tão decepcionada com a adaptação do primeiro que fiquei sem coragem de assistir o segundo kkk. Sei lá, acho que não curti muito a atuação dos atores principais.Mas pelo que você escreveu na sua crítica, me bateu aquela curiosidade. Mesmo com alguns personagens faltando, vou tentar assistir um dia, Bjss!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Jennifer.
      Infelizmente os filmes baseados em livros sempre vão deixar a desejar de alguma forma e para alguém.
      Normalmente os atores não são como nós imaginávamos, as cenas que achamos mais importantes são cortadas e fica faltando uma porção de detalhes!! Rs…
      Mas é por isso que sempre vou ao cinema decidida a gostar do filme… Na maioria das vezes esse otimismo me ajuda!! Rs…
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Aline.
      Se não faz o seu estilo, nem leia mesmo!!
      Felizmente temos livros para todos os gostos! hahahaha
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Ray.
      Cadê a cena do sorvete de baunilha?? Rs…
      Gostei mais desse filme em alguns aspectos também!
      beijos

  3. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Quando lançaram o filme de Cinquenta Tons de Cinza, muita gente não gostou do filme e já li resenha de quem gostou do livro, mas não gostou do filme, dizendo que ficou aquém do que esperava ver. Acho que isso até mesmo motivou a troca de diretores, já que (se não me engano) o Niall Leonard, o marido da autora, dirigiu esse filme e Cinquenta tons de liberdade (os dois filmes foram filmados juntos). Mas o bom é você provou que nem todo mundo tem a mesma opinião sobre o 1º filme e nem sobre o 2º!
    Mas uma coisa é certa: As músicas são demais (Danny Elfman, nos te amamos!)!!!!
    Ah, aproveitando que falei do Niall Leonard, a Bertrand Brasil lançou um livro escrito por ele, O Triturador, que é um suspense com um protagonista jovem, mas usou o fato de ser o marido da E. L. James como divulgação, mesmo o livro dele sendo de um gênero diferente do dela!

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lê.
      O diretor mudou mesmo, mas o marido da autora não dirigiu os filmes e sim escreveu o roteiro! Rs…
      As músicas são sensacionais! Já comprei meu cd com a trilha sonora desse segundo filme também!
      Opa, vou dar uma olhada nesse livro!! Rs…
      Beijos

  4. anastaciacabo

    Eu sou muito suspeita, apesar de não gostar tanto das adaptações achei que ficou aceitável esse segundo. O primeiro eu realmente não gostei muito, mas esse segundo me agradou bastante.
    Obviamente não é o que a maioria de nós imaginou, mas é uma adaptação então não será mesmo igual ao descrito no livro. Mas acho que fizeram um bom trabalho nesse segundo.
    Bjs

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Anastacia.
      O filme nunca será exatamente como imaginamos e nem como esperamos, né?!
      Agora é ver como ficou o terceiro!! Rs…
      beijos

  5. Suzane Cruz

    Menina eu estou louca pra assistir esse filme é ler o livro, pois só li/assisti ao primeiro, apesar das variadas críticas que li eu estou muito a fim de saber como a história foi parar nas telonas! Amei sua resenha!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Suzane.
      Como é que você aguentou?! Assim que eu terminei de ler o primeiro livro fiquei morrendo de curiosidade!! hahahhaa
      Espero que consiga ver o segundo filme em breve!
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Xii, Ká…
      Se você gostou da bunda do Jamie Dornan no primeiro filme vai se decepcionar com esse segundo!! Rs…
      Achei de péssimo gosto mostrarem a Ana completamente nua e o Grey male mal sem camisa!!
      Beijos

  6. Daniele Vieira

    Olá
    Eu sou da turma que não se animou com os livros, por isso tento não optar pela qualidade da Adaptação, e sim do filme como um filme, e como filme achei bem fraco, mas atende uma certa demanda, uma coisa que seja sexy mas sem ser apelativo.

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Dani.
      Sempre tento ver uma adaptação enquanto filme e esquecer do livro, mas tem horas que fica impossível!! Rs…
      Beijos

  7. Marta Izabel

    Oi, Camila!!
    Ainda não fui assistir esse filme mais quero muito!! Realmente li criticas bem negativas sobre o filme mais como sou fã dos livros claro que vou ter que conferir os filmes!!
    Beijoss

  8. Greice Negrini

    Eu não posso falar muito porque não li os livros e não vi os filmes mas imagino como seja, eu vi o trailer e achei que tinha ficado mais estilo bela e fera como voccê citou, com cenários mais bonitos mesmo, mas em relação a personagens não sei dizer. Mas acho que tem que ter uma baita química para fazer filmes assim.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    http://www.blogandolivros.com

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Greice.
      Algumas coisas funcionaram bem nesse segundo filme e espero que o terceiro seja melhor! Rs…
      beijos

  9. Ana Paula Lima Miranda

    Oiii!

    Acredito que a maioria das pessoas criticam 50 tons sem saber ao certo o que acontece no enredo mesmo. Eu não vi o filme ainda, mas pude perceber que há uma sincronia maior e eu acredito que sim, esse filme é feito apenas para os fãs do filme. Fiquei chateada com esses cortes secos.

    Beijinhos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Ana Paula.
      O problema é que hoje em dia é modinha ser hater.
      Todo mundo adora falar mal do que os outros gostam. As pessoas acham que falar mal das coisas as deixa mais inteligentes!! Uma pena!!
      beijos

  10. caroolkilljoy

    Olá, tudo bem? Concordo e muito contigo, ainda acho 50 tons de Cinza melhor que Cinquenta tons Mais Escuros. Pra mim o pior foi essa questão da falta de personagens e do machismo com relação a Dakota em que ela praticamente tira TUDO enquanto o James o máximo que traz é uma bunda de 2 segundos. Sério, se é para respeitar, que faça dos dois lados. Pra mim esse filme só funciona porque a química dos dois é tremenda e eu adoro. Sou fã dos livros, e também acho que quem critica demais o filme é porque não conhece o enredo. Ótima crítica <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  11. Carol (Open Page)

    Oi Camis, tudo bom?

    Apesar de todo o booom em cima dos livros e do filmes, ainda não me animei em assistir, rs. Pelo menos não no cinema…rs. Mas lendo a sua crítica, confesso que surgiu uma curiosidade, ainda mais agora que você falou sobre esse quê de A Bela e a Fera, e vou procurar ver quando sair na Netflix! kkkk

    bjs

  12. Gabriela de Souza Cerqueira

    Vou confessar que eu não gosto muito de falar sobre cinquenta tons porque sempre que eu vou argumentar o motivo de eu detestar essa trilogia sempre da briga kkkk os fãs da trilogia são leais demais,li só um livro então penso que nã tenho direito de dizer se essa foi ou não uma boa adapatação

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Como assim, menina?!
      É sério que tem gente que briga por causa dessas coisas?! Caramba!!
      Eu confesso que nem ligo! E olha que sou uma baita fã de Crepúsculo, então imagina o que eu já não ouvi?! Rs…
      Mas eu também tenho minha lista de “Detestáveis” e nela está cheio de livros que o povo ama…
      Então quem é que está certo?!
      Que bobagem brigar!! Se não gosta de uma coisa, vai procurar uma que goste e seja feliz!!! Rs…
      Beijos

  13. Glaucia Cassia

    Oi Camila, tudo bem?

    Eu também sou louca pela trilogia e fui ao cinema cheia de expectativas para assistir essa segunda adaptação. No entanto além de sentir falta desses dois personagens importantes que você citou, também senti falta de um roteiro mais elaborado, fiquei com essa mesma sensação de que o filme foi feito apenas para quem leu os livros. E senti falta também de mais emoção por parte dos protagonistas. A Dakota mal se abalou em cenas emocionantes como o Grey submisso ou no acidente do helicóptero. Eu sofri tanto lendo essas cenas e senti que elas passaram despercebidas no cinema. Enfim, poderia ficar aqui falando de inúmeras outras coisas, mas confesso que verei o filme novamente (já vi 3 vezes) e esperarei ansiosa por cinquenta tons de liberdade.

    Bjs, Glaucia.
    http://www.maisquelivros.com

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: