Leitora Compulsiva

Bem-Vindo à Vida Real, de Christian McKay Heidicker #Resenha

bem-vindo a vida real intrinseca resenha blog leitora compulsivaTítulo: Bem-Vindo à Vida Real

Autor(a): Christian McKay Heidicker

Editora: Intrínseca

Ano: 2017

Páginas: 320

Tradução: Glenda D’Oliveira

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***




No mês de abril, a Editora Intrínseca lançou o livro “Bem-Vindo à Vida Real” e eu, que adoro tecnologia e vídeo game, fiquei curiosa para conhecer essa história sobre um garoto tão viciado em games, que acabou sendo internado em uma clínica de reabilitação!! Confesso que não sou tão viciada assim em games, mas se tivesse uma clínica de reabilitação para viciados em livros, acho que meu marido me mandava pra lá!! kkkk

bem vindo a vida real intrinseca blog leitora compulsiva

Sobre o que é “Bem-Vindo à Vida Real”?

“Bem Vindo à Vida Real” conta a história de Jaxon, um jovem de 16 anos, morador da cidade de Salt Lake City. Jaxon está de férias, mas ao invés de sair para encontrar os amigos e passear, ele prefere mesmo é passar 12 horas por dia jogando Arcadia online, junto com sua equipe – os Cavaleiros Espectrais!

Jaxon pode acreditar que todo esse tempo jogando vídeo game é perfeitamente normal, mas seu pai e sua madrasta não pensam da mesma forma e depois de muito esforço conseguem fazer o garoto ao menos levar o carro para lavar. Chegando no lava-rápido, Jaxon conhece Serena, uma garota linda que por algum motivo completamente desconhecido para o rapaz, acha graça de suas piadas e até mesmo topa sair com ele… Como ela não tem celular e nem redes sociais, os dois marcam em encontro para dali a quatro dias!

Essa é a primeira vez que Jaxon consegue algum tipo de aproximação com o sexo oposto e ele mal consegue acreditar que finalmente terá um encontro… Ou não!! Rs… O que ele não imagina é que seu pai decidiu mandá-lo para uma clínica de reabilitação e assim que coloca os pés em casa, Jaxon é despachado para a Vídeo Horizontes!

A clínica, comandada por G-Man, mais parece um cenário de jogo de guerra. E tudo o que Jaxon precisa conseguir para sair dali são pontos, mais especificamente um milhão de pontos, que ele deve conquistar com tarefas simples como a prática de esportes, terapia em grupo e bordado! Tal como um jogo de vídeo game, Jaxon precisa cumprir as missões para receber pontos… O problema é que ele só tem quatro dias para dar o fora dali e ter o primeiro encontro de sua vida…

O que esperar desse livro?

Esse é o primeiro livro que leio que trata da temática do abuso de tecnologia e achei a experiência muito interessante. Ao narrar a história do ponto de vista de Jaxon, o autor coloca o leitor na pele de um viciado em vídeo game que não consegue enxergar onde está o problema… Jaxon não tem nenhuma habilidade social e chega até mesmo a ser um babaca com as pessoas à sua volta! Ele é cruel, egoísta e manipulador. Não mede esforços para enganar e trapacear… E mesmo assim ele acha que está tudo bem!!

“Bem Vindo à Vida Real” é um livro incômodo, que dá uma cutucada em um tema super atual, mas que muita gente prefere fingir que não existe! Há muito tempo se discute quanto tempo as crianças devem passar na frente da TV, do vídeo game e do computador… Hoje em dia, quem é que não tem um certo vício com o celular?! Quem nunca teve aquela palpitação porque achou que tinha perdido seu querido aparelhinho do coração?!

Infelizmente não consegui me apegar ao protagonista e nem torcer pelo seu sucesso, mas nem por isso deixei de curtir a história e ri muito das referências a jogos famosos de vídeo game…

Como o livro é escrito por um homem e tem um personagem masculino, acho que o livro é mais voltado para garotos (uma ótima forma de dar uma indireta sobre o tempo que eles passam jogando!), mas nada impede que garotas amantes de games aproveitem essa leitura!!!

Sobre o autor e seus outros livros…

Christian McKay Heidicker trabalhou muitos anos na área educacional, lecionou escrita criativa na Broadview University e atualmente escreve artigos científicos para o público jovem no site BirdBrain Science. Ele mora em Utah, nos Estados Unidos.

Bem-vindo à vida real é seu primeiro romance publicado e a Editora Intrínseca liberou o conto chamado Excesso de Luz para download gratuito! O segundo livro do autor, que se chamará Throw your arm across your eys and scream tem previsão de lançamento para 2018 nos Estados Unidos.

10 comentários sobre “Bem-Vindo à Vida Real, de Christian McKay Heidicker #Resenha

  1. rudynalva

    Camis!
    Maridão também me mandaria para uma clínica de reabilitação para leitores…kkkkk
    Quanto ao livro…que infelizmente a sociedade está totalmente contaminada pelo vírus da internet, é fato e algumas pessoas merecem mesmo uma reabilitação.
    Quanto aos games, nem sei muito porque deixei-o de lado há anos justamente por ter ficado viciada, mas tive iniciativa própria e parei.
    Deve ser um livro que incomoda mesmo.
    “Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  2. chefa

    Parece super interessante, Camis! Eu tenho um garoto que era viciado em vídeo games e graças a Deus não precisou ser internado, hahaha! Acho que eu vou entender as referências do livro, hehe!

  3. Márcia Saltão

    Oi Camila!
    A proposta do livro é bem interessante e um tema atual.
    Infelizmente não entendo nada de jogos, mas para quem vive esse mundo, com certeza uma ótima dica, para refletir sobre o exposto.
    Ótima resenha, como sempre.
    Beijos.

  4. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Sempre ouvi falar de clinicas de viciados em internet, na maioria das vezes na China ou na Coreia e pelo que ouvia, tinham esse ambiente mais militar, como se a internet fosse um pecado só por existir. Mas não tem como negar, um computador, celular ou vídeo game do lado de uma pessoa pode deixar ela facilmente distraída e viciada. E agora que praticamente os três se misturam graças aos apps e jogos e a notificação e medo constante de perder algo se não olhar logo? É cada vez mais difícil manter o foco nas tarefas que temos que fazer e parece até que o tempo passa mais rápido, mas é que perdemos cada vez mais tempo atualizando status e tentando ser celebridades virtuais do que sento úteis no que sabemos e amamos fazer!.
    E o Christian usa o Jaxon para abrir os olhos para isso, mas sem deixar de lado que o lado divertido da internet deve ser usado com uma diversão e não uma “profissão”, a não ser que você seja um jogador de e-sports profissional. Aí, você pode jogar LoL ganhando uma graninha por isso!

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lê.
      Esse livro tem mesmo a intenção de nos mostrar que o vício em eletrônicos é real e prejudica a nossa vida!
      Tenho percebido que as pessoas se distraem demais com celulares e não se tocam que isso é perigoso. Aqui perto de casa vivo buzinando para pedestres que, com a cara enfiada no celular, se jogam na frente dos carros sem perceber que estão fora da faixa ou que o farol de pedestre está fechado! Quantas pessoas mesmo não se machucaram jogando o tal Pokemon Go porque não olhavam por onde andavam?!
      E cada vez mais as pessoas se distraem e não conseguem cumprir as tarefas simples do dia-a-dia.
      beijos

  5. Carolina Durães de Castro

    Oi Camila, tudo bem com você?
    Honestamente, quando eu vi esse lançamento, não me atraiu muito. A editora tinha tantos lançamentos que eu acabei prestando atenção em outros. Porém, ao ler seu post eu vi que o livro é bem interessante.
    Achei a premissa e os assuntos abordados fascinantes.
    Parabéns pela resenha!
    Bjkas

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: