Leitora Compulsiva

Victoria Aveyard – A Rainha Vermelha

a rainha vermelha victoria aveyard Título: A Rainha Vermelha

Série: A Rainha Vermelha #1

Autor(a): Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Ano: 2015

Páginas: 424

Tradução: Cristian Clemente

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***

Em novembro do ano passado, recebi um exemplar desse livro como cortesia da Editora Seguinte e coloquei o livro na fila de próximas leituras. Enquanto não chegava a vez dele, comecei a ler resenhas sobre o livro e acompanhar um certo burburinho em torno desse lançamento… Muita gente comparou essa história à da série A Seleção e muitos chegaram a dizer que “A Rainha Vermelha” era muuito melhor! Rs… Adivinha se não passei o livro na frente dos outros?!! Rs…

“A Rainha Vermelha” conta a história do povo de Norta, um país cuja população se divide entre os privilegiados e excluídos, nobres e plebeus, prateados e vermelhos… Os prateados compõe a elite de Norta e vivem às custas do trabalho duro dos vermelhos, que são explorados e sofrem com as péssimas condições de vida que lhes são impostas! Os vermelhos são pessoas comuns, que quando não conseguem emprego, são enviados para a guerra. Os prateados são os especiais, pessoas cujo sangue lhes garante poderes especiais. Cada um dos prateados possui um dom e consegue controlar algum elemento natural ou até influenciar de alguma forma a mente de outras pessoas.

Mare Barrow é uma vermelha, moradora de um vilarejo chamado Palafitas. Seus três irmãos mais velhos foram mandados para lutar na guerra e agora que ela está prestes a completar 18 anos e não tem um trabalho como aprendiz, sabe que seu destino é o mesmo. A única forma que Mare tem de ajudar sua família é cometendo pequenos furtos, embora seus pais e sua irmã Gisa não aprovem. A garota se sente responsável por todos à sua volta, incluindo por seu melhor amigo, Kilorn Warren.

Apesar de Mare ser uma excelente ‘batedora de carteiras’, em um momento de desespero ela acaba sendo ousada e é descoberta por um estranho misterioso. Mas ao invés dele entregá-la às autoridades, decide ajudá-la e no dia seguinte Mare recebe uma convocação para se apresentar no Palacete do Sol, o palácio de verão da família real, onde trabalhará como criada.

Sem entender exatamente o que está acontecendo, ela parte para Summerton e em seu primeiro dia já enfrenta um enorme desafio: ela terá que servir à nobreza que está reunida no palácio para a chamada Prova Real, na qual as filhas das Grandes Casas Prateadas se oferecem ao Príncipe Herdeiro, exibindo seus poderes e demonstrando toda a sua força.

Durante a apresentação de uma das mais fortes candidatas, Mare sofre um acidente e a morte é seu destino provável. Mas então o improvável acontece: ela é eletrocutada, mas algo dentro dela faz com ela sobreviva. Apesar do sangue vermelho, Mare descobre que possui um dom, até então exclusivo dos prateados…

A família real não pode deixar que essa “aberração” seja conhecida pelo povo, ainda mais com o surgimento da Guarde Escarlate, uma espécie de milícia formada por vermelhos que lutam contra a opressão dos prateados. Os dons dos prateados sempre foi o que os colocou acima dos vermelhos e uma vermelha com poderes especiais pode fazer com que o sistema todo seja questionado pelo povo.

Sob o comando rígido da Rainha Elara, a segunda esposa do Rei Tiberias, Mare passa a viver no Palacete do Sol, fingindo ser uma prateada, participando de exaustivas aulas que vão ajudá-la a desenvolver suas habilidades. De quebra, Mare ainda se vê às voltas com os dois príncipes, cada qual com seus ideais e seus segredos.

a rainha vermelha victoria aveyard resenha

Confesso que, depois de ler tantos elogios ao livro, minhas expectativas em relação a ele estavam bem altas. E não me decepcionei! rs… Tudo bem que o livro apresenta certas semelhanças com uma ou outra história que eu já li, mas nada disso importou! A autora soube como criar uma história original, envolvente e eletrizante!! rs…

Não me lembro onde foi que li isso, mas alguém disse que “A Rainha Vermelha” poderia ser descrito como uma mistura de ‘A Seleção’ e ‘Game of Thrones’… Achei essa descrição engraçada e depois de ler o livro penso que, por mais bizarra que ela possa parecer, até que faz algum sentido!! kkkkk O livro trata das desigualdades sociais, das intrigas de poder, da revolta dos oprimidos, da luta pelo trono e ainda tem espaço para algum romance!! rs… E tudo isso é narrado de uma maneira tão interessante que o livro se torna viciante e capaz de manter o leitor acordado de madrugada! rs…

Mas… Apesar de ter gostado bastante, preciso dizer que a protagonista deixou a desejar! A Mare começou uma garota forte, decidida, inteligente e de grande potencial. Infelizmente ela não evoluiu bem e em determinados momentos achei ela meio boba e até mesmo chatinha! Talvez essa má impressão que tive dela seja porque a autora, ao longo da história, foi dando uma infinidade de pistas, tornado bem óbvio para o leitor quem eram os verdadeiros vilões! Então enquanto lia, ficava com a sensação de que “será que ela é tão besta que não enxerga o que está acontecendo?”… kkkkkkkk

Estou empolgada com essa nova série e pretendo ler os próximos volumes!

Essa é uma série indicada para adolescentes e jovens, ou ainda para quem gosta de uma leitura de nível intermediário!!

a rainha vermelha seguinte victoria aveyard

10 comentários sobre “Victoria Aveyard – A Rainha Vermelha

  1. Karina Carvalho

    Quando esse livro estava pra ser lançado aqui , fiquei super empolgada e coloquei na minha lista de desejados…mas diferente do que aconteceu com você …quando vi quer comparavam com A Seleção eu broxei :'(

    Ainda não li a Seleção porque peguei birra ( tem uma pessoa que diz que é o livro da vida dele e o match de gosto literário é -345%) e sigo com pé atrás…

    Mas esse livro é tão comentado no booktuber tanto o gringo quanto o brasileiro , você dizendo que curtiu que ele está quase voltando pros meus Quero Ler ! Dizem que na sequência tem um Plot Twist imensoooo …será?

    Camis , por falar em comparações malucas rsrsrsrrsrs ….vc tem/Leu/Recebeu ou pretender ler o Fùria Vermelha e Filho Douradado ( lançados pela Globo Alt …é uma trilogia ) e comparam com uma mistura de Jogos vorazes e Game of Thrones ….

    Beijoooo !

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Ká.
      Confesso que odeio quando vejo certas comparações, mas no caso desse livro não tive problema nenhum já que eu gostei da série A Seleção!!
      Apesar de ter gostado de A Seleção, não consigo acreditar que alguém considere a série como ‘o livro da vida’. É legalzinho, bem escrito e até viciante, mas é só mais um Young Adult modinha…
      Sobre essa série, achei o primeiro livro bem bacana e estou empolgada, mas mesmo assim vejo essa série como outra YA que vai fazer sucesso por um tempo e depois ser substituída por outra!! Já comprei o livro dos contos e em breve falo dele!!
      Hum… Já ouvi falar dessa série, mas não sei se vou ler. Não tenho os livros e por enquanto não tenho a intenção de comprá-los! Algumas amigas ganharam os dois livros em um evento e se alguma delas tiver resenha, vou tentar publicar aqui como “Participação Especial” kkkk
      Beijos

  2. Helio de Oliveira e Souza

    Adorando este livro personagens com superpoderes e uma sociedade que descrimina pela cor do sangue uma abordagem inovadora da autora .

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Helio.
      Achei muito interessante essa abordagem da autora sobre um assunto tão conhecido…
      Vale a pena ler!
      beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Rose.
      Infelizmente essa comparação com A Seleção não está contando muito a favor dessa série, viu?!
      Mas as semelhanças são mínimas!!
      Beijos

  3. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Acho que essa comparação com A Seleção está só presente na Prova Real das Castas Prateadas, mas que é bem diferente de The Bachelor e outros realitys de namoro dos quais inspiraram A Seleção. Ok, tem romance em ambos, mas em termos de trama, A Rainha vermelha poderia ser realmente comparada com Game of Thrones e X-Men, já que se questiona como na Mae pode ocorrer um dom mesmo ele tendo sangue vermelho, o que pode muito bem ser uma mutação, mas com essa pitada de romance.
    Ganhei a prova do livro em uma promoção (ou seja, o livro, já com a capa definida, mas ainda não aprovado para publicação) e ainda não o li. Mas já coloquei na minha meta de leitura desse ano. Quem sabe eu me empolgue e leia a série inteira?

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lê.
      Acho que a comparação tem a ver com algumas coisas a mais que só a prova real. O fato da Mare ser considerada inferior e influenciar o príncipe pode ser mais uma coisa! Mas no fundo, sempre nos deparamos com histórias que lembram alguma outra, né?!
      Que sortuda você!!!!
      Comprei um exemplar dos contos e em breve falo deles!
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Vi.
      Eu até que me empolguei sim!!
      Talvez tenha me contido um pouco na resenha, mas foi por medo de dar spoiler! kkkk
      beijos

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: