Leitora Compulsiva

Um Menino em Um Milhão, de Monica Wood #Resenha

um menino em um milhão monica wood arqueiro resenha blog leitora compulsivaTítulo: Um Menino em Um Milhão

Autor(a): Monica Wood

Editora: Intrínseca

Ano: 2017

Páginas: 320

Tradução: Glenda D’Oliveira

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria CulturaFnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***




Há alguns meses participei de um evento da Editora Arqueiro para a apresentação dos livros que seriam lançados nesse ano e um dos livros que mais me deixou curiosa nesse evento foi o “Um Menino em um Milhão”. Então, assim que o lançamento dele foi anunciado, corri para pedir um exemplar!!

O livro chegou em um kit super bonitinho e veio acompanhado de um livreto de “Uma em um Milhão”, um contro extra sobre uma das personagens dessa história!!

um menino em um milhão monica wood resenha arqueiro blog leitora compulsiva

Sobre o que é “Um Menino em Um Milhão”?

“Um Menino em um Milhão” conta a história de Quinn Porter, um cara de meia-idade que sempre sonhou em ser um grande guitarrista, mas o sonho nunca virou realidade. Quinn passou anos tocando em bares, festas e casamentos, mas a carreira nunca emplacou! Toda essa dedicação à música o tornaram um marido e pai completamente ausente. Quinn nunca conseguiu se relacionar com o filho, um menino com hábitos incomuns!

O garoto é obcecado por recordes e conta nos dedos os fatos que mais o impressionam. Tudo para ele é uma lista ou uma coleção de dez itens… E desde que conheceu Ona Viktus, uma senhora de 104 anos, está determinado a colocá-la no Guinness. Ela pode não ser a mulher mais velha, mas o menino está determinado a ajudá-la a ser a mulher mais velha com carteira de motorista!

Para a surpresa e tristeza de todos, o menino morre de repente, deixando uma mãe completamente desolada e um pai perdido, para quem sobra a tarefa de visitar semanalmente a sra. Ona Vitkus até o prazo que o filho tinha se comprometido! É o mínimo que a ex-mulher de Quinn espera que ele faça!!!

Nos sábados seguintes, Quinn vai à casa de Ona para ajudá-la com coisas simples, como colocar comida para os pássaros, cortar a grama, ajeitar o jardim… E no final do dia, Quinn sempre ganha um pouco de conversa e um doce. Aos poucos ele vai descobrindo como Ona é adorável e através dela, vai descobrindo coisas sobre seu filho que ele nem imaginava!!

As visitas a Ona que começam como uma obrigação vão se tornando parte do dia-a-dia de Quinn. Uma boa amizade começa a surgir entre eles e Quinn toma para si a tarefa de ajudar Ona a entrar para o Guinness!!

O que esperar desse livro?

“Um Menino em um Milhão” é um dos livros mais emocionantes que li nos últimos tempos e estou completamente apaixonada pela beleza e pela delicadeza dessa história!! Não imaginava que a autora conseguiria contar uma história triste de uma forma tão cativante, mas foi exatamente isso que ela fez!

Mesmo que o livro comece com o menino, a gente já sabe que ele vai morrer e que essa história não é sobre ele. E por isso a estrutura da história é tão interessante!! A autora conseguiu criar uma trama em torno de um personagens que não está mais lá, mas tem um impacto profundo na vida de todos ao seu redor!!

O ritmo da narrativa é mais lento e poético do que os livros que tenho lido ultimamente, mas mesmo assim, a cada página e cada capítulo eu me sentia compelida a continuar a leitura para saber o que iria acontecer com Ona e com Quinn!! Eu simplesmente não conseguia parar e fiquei extremamente encantada com as escolhas da autora para o final do livro!!

Uma curiosidade sobre esse livro é que o filho de Quinn é sempre chamado de ‘menino’ e seu nome nunca é mencionado. Isso me fez lembrar de uma pessoa muito querida que perdeu uma filha ainda criança e que até hoje, quando se refere a ela, diz “a menina”. Acredito que isso seja algo ligado ao luto… Mas não sei dizer!

Terminei de ler esse livro com uma sensação de bem estar e de amor no coração, sabem?! Recomendo demais para quem procura uma bela história sobre amizade, sobre mudança, sobre perda, sobre luta e principalmente sobre sonhos!!!

Sobre a autora e seus livros…

Monica Wood nasceu no Maine e herdou dos pais o gosto pela arte de contar histórias. Seus hobbies são a observação de pássaros e a música – ela chegou a se apresentar como cantora de jazz, country e gospel. É autora de When We Were the Kennedys: A Memoir from Mexico, Mainee do romance Any Bitter Thing. Outras obras de ficção de sua autoria são Ernie’s Ark e My Only Story, finalista do Kate Chopin Award. Seus textos já foram publicados em O, The Oprah Magazine, The New York Times, Martha Stewart Living, Parade e outros periódicos. Atualmente, vive com seu marido em Portland, Maine, e dedica-se integralmente à escrita.

26 comentários sobre “Um Menino em Um Milhão, de Monica Wood #Resenha

  1. Lauren Alice

    Aí, Camis!! Por isso q parei de ler resenhas no blog! São mais livros pra lista interminável de “desejados”!!
    Essa história parece ser belíssima mesmo!
    Adorei a resenha!
    :*

  2. rudynalva

    Camis!
    Parece mesmo uma história triste e dramática, embora cheia de grande significados e que nos coloca para repensar, o que estamos fazendo de útil, verdadeiro e amoroso em nossas vidas? Como podemos melhorar e criar laços mais profundos?
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy

  3. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    A Monica transformou uma história simples com a morte de um garoto em algo tocante e lindo. E também temos uma nova prova de que não é preciso não contar nada sobre o que vai acontecer na trama para atrair o leitor. O simples fato de sabermos que o menino vai morrer torna os momentos que ele participa da história bem preciosos e nos dá aquele sentimento de luto que o Quinn terá quando o garoto morrer.
    No fim, um garoto, mesmo em sua curta vida, toca mais pessoas do que jamais imaginaríamos.

    Um abraço!

  4. Aline Santos

    Oi Camila!
    Não tinha lido nenhuma resenha desse livro, achei lindo o enredo, história triste mas ao msm tempo tão bacana, eu qro ler com toda ctz!
    Bjs e parabéns pela resenha!

  5. Marta Izabel

    Oi, Camis!!
    Nossa fiquei muito interessada em ler esse livro, parece ser bem interessante. Principalmente por que o pai descobrir mais sobre o filho através de outra pessoa. Amei a resenha já quero esse livro!!
    Bjoss

  6. Aline M. Oliveira

    Achei tão doce e sincera a resenha que quero muito ler também! Logo no início já tomei um susto quando você menciona que o ‘menino’ morre, já pensei, ah que legal, vou chorar né, mas ao longo da resenha fui achando tão fofo o pai se incumbir da tarefa do filho, e por isso, foi conhecer realmente quem era ele. E criando uma amizade com essa senhora, de uma maneira tão improvável, não é? Achei uma dica muito fofa e quero ler assim que possível!

  7. Fê Akemi

    Oie

    Esse livro parece ser muito emocionante, desde a morte do menino até as visitas de Quinn à casa de Ona. Creio que tem muito ai que mexe com nossas emoções, gosto muito de livros assim.
    Acho que isso de se referir “o menino”, seja mesmo algo relacionado ao luto.
    Já está na minha lista de leituras!

    bjs
    Fernanda

  8. Adriana C. Sousa

    Nossa! Que livro lindo! Parece ser muito emocionante, adorei a resenha, tenho certeza que a parte em que eu choraria seria a morte do garotinho, gosto muito de livros que emocionam, quero muito ler!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: