Leitora Compulsiva

Rick Riordan – A Espada do Verão

a espada do verãoTítulo: A Espada do Verão

Série: Magnus Chase e os Deuses de Asgard

Autor(a): Rick Riordan

Editora: Intrínseca

Ano: 2015

Páginas: 448

Tradução: Regiane Winarski

Site Oficialwww.intrinseca.com.br/magnuschase/

Sinopse: Skoob

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***

Há alguns anos venho acompanhando o trabalho do escritor Rick Riordan e sou uma fã assumida. Apesar do autor também escrever livros com outros temas, ele ficou famoso mesmo por suas histórias sobre jovens corajosos e os deuses da mitologia. Já explorou a mitologia grega com a série ‘Percy Jackson e Os Olimpianos’, fez um paralelo muito interessante entre a mitologia grega e a romana na série ‘Os Heróis do Olimpo’ e trabalhou com a mitologia egípcia em ‘As Crônicas dos Kane’…

E exatamente por ser fã do trabalho do autor é que um dos lançamentos da Editora Intrínseca que eu mais aguardava para 2015 era justamente o livro “A Espada do Verão”, o primeiro da nova série chamada Magnus Chase e Os Deuses de Asgard, que tem como pano de fundo a mitologia nórdica!

espada do verão rick riordan

Essa é uma história completamente nova e tem como protagonista um garoto de 16 anos chamado Manus Chase, que vive nas ruas de Boston há dois anos, desde a morte de sua mãe. Em um belo dia, Magnus descobre que sua prima – que é ninguém menos do que Annabeth Chase (personagem das séries ‘Percy Jackson e Os Olimpianos’ e ‘Os Heróis do Olimpo’) – está à sua procura. Magnus acaba encontrando seu tio Randolph, que faz um discurso estranho sobre o pai de Magnus, que ele nunca conheceu! Randolph convence Magnus de que ele precisa encontrar uma arma muito poderosa – a tal Espada do Verão – e que sua vida corre perigo. Antes mesmo do final do dia, Magnus morre!!

E acabou a história…

Calma!! É brincadeira!!! A história não acaba assim…

Mas o Magnus morre mesmo e podem ficar tranquilos porque isso não é spoiler!! O importante na história só acontece depois disso e saber que ele morre não atrapalha em nada a leitura de vocês!! rs…

A morte de Magnus é considerada nobre por uma valquíria e ele acaba sendo levado para o Hotel Valhala, a versão moderna criada pelo autor para representar o “paraíso” dos grandes heróis e bravos soldados. Lá esses nobres homens e mulheres ficam a serviço de Odin, aguardando para lutar no Ragnarök – o dia do Juízo Final! 

No Hotel Valhala é que Magnus começa a descobrir mais sobre sua descendência e sobre a existência dos deuses nórdicos e os nove mundos. O problema é que nem todo mundo concorda que o garoto é digno de estar em Valhala…

E é então que Magnus descobre que está envolvido em uma profecia e que tem menos de uma semana para voltar ao mundo dos vivos e evitar que o Lobo Fenrir se solte, dando início ao tal Ragnarök. O garoto então parte para uma missão muito louca, juntamente com seus amigos Sam, Blitz e Hearthstone. Juntos eles partem para reencontrar a Espada do Verão e cumprir as tarefas que lhes são determinadas pelos deuses – que preciso dizer, são até bem idiotas às vezes e não ajudam em nada! rs…

Quem já leu outras séries do autor deve estar familiarizado com a estrutura de suas histórias e essa nova série não foge disso. Como “A Espada do Verão” é o primeiro livro, ele é bem introdutório, já que precisa apresentar todos os personagens aos leitores. Sem contar que a maioria dos leitores dele nunca tive contato com a mitologia nórdica e por isso ele precisa explicar muito bem as coisas…

Até outro dia tudo o que eu conhecia de mitologia nórdica era o Thor e o Loki da Marvel, ou seja, nada! Rs… Afinal, esses personagens são retratados como super-heróis e não tem muito a ver com os da mitologia. Para vocês terem uma ideia, o Loki da mitologia nórdica é irmão adotivo do Odin, o que o torna tio do Thor! rs…

No início do ano, li um livro muito interessante chamado “Os Filhos de Odin“, que retrata as lendas nórdicas da maneira mais original possível. Com isso, não tive dificuldade de entender nenhuma das referências em “A Espada do Verão”. Mas sei que a maioria de vocês não manja nada de mitologia nórdica, então algumas coisas podem parecer meio confusas, mas tudo o que for importante é explicado pelo autor, então podem ler sem medo!! rs…

Fiquei super animada com essa nova série e com certeza vou querer ler os próximos livros!! Vale a pena para quem gosta desse tipo de aventura infanto juvenil!!!

Essa nova série é cheia de curiosidades e vocês podem conferir muitas delas no post “9 Fatos Inusitados sobre Magnus Chase” e ainda podem conferir o autor Rick Riordan lendo um trecho do livro!! Rs…

**Livros do autor já resenhados aqui:

Percy Jackson e Os Olimpianos: O Ladrão de Raios, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã, A Batalha do Labirinto e O Último Olimpiano + Os Arquivos do Semideus, Guia Definitivo de Percy Jackson e Os Olimpianos

Percy Jackson e Os Olimpianos em Quadrinhos: O Ladrão de Ossos, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã

Os Heróis do Olimpo: O Herói Perdido, O Filho de Netuno, A Marca de Atena, A Casa de Hades e O Sangue do Olimpo.

As Crônicas dos Kane: A Pirâmide Vermelha, O Trono de Fogo e A Sombra da Serpente + As Crônicas de Kane: Guia de Sobrevivência

Outros: Tequila Vermelha, O Filho de Sobek

Intrínseca

16 comentários sobre “Rick Riordan – A Espada do Verão

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Hahahahaha
      Eu me diverti muito com o Magnus!
      Ele é menos certinho que os outros personagens do Rick!! rs…
      beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Andy.
      Fiquei com medo de que fosse tudo repetição de outras histórias, mas não é assim…
      Apesar dele seguir uma certa estrutura, a história é bem diferente!
      O Magnus é completamente diferente dos outros protagonistas!
      Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Lígia.
      Concordo que os amigos do Magnus são os melhores.
      Só não quis falar muito deles na resenha para não estragar ou criar expectativas.
      Me diz uma coisa… Você ficou com a impressão que eles são um casal?! rs…
      Beijos

      1. Lígia (@_ligiar)

        Oi, Camila.
        Tive essa impressão no início do livro, mas depois passou. E ainda assim fiquei encantada ao ver como eles cuidam um do outro. Gostei de ver como os dois interagem entre si e com o Magnus. Sem dúvida, são os companheiros que mais gostei e os que mais me divertiram.
        Perdi a conta de quantas vezes fiquei rindo sozinha por causa do livro.
        Beijos.

        1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

          Eles tão um cuidado tão lindo um com o outro que eu ia amar se eles formassem um casal! rs…
          Eu ri demais!!!
          Beijos

  1. sannzinha

    Camis, eu tentei gostar de Rick, mas ele não é pra mim. Não consegui nem terminar o primeiro livro de Percy Jackson.
    É assim mesmo, né? Tem autor que não combina com a gente e combina com outros, e vice-versa.
    E a vida segue!

    Beijocas!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, San.
      Sempre tem algum autor que a maioria das pessoas ama, mas não é pra gente, né?!
      Eu sou assim com Nicholas Sparks e John Green… São dois autores que não me cativam! rs…
      Beijos

  2. Nanda

    Ei Camis,

    Eu adorei essa nova série também, já li um outro de fantasia faz algum tempo, sobre deuses nórdicos, mas não gostei muito e não lembrava de muita coisa rs.
    Algumas referências foram confusas mesmo no início, pq é muita coisa, mas depois deu para entender tranquilamente, ele tem o dom para explicar mitologia.
    Adorei essa imagem q vc pegou rsrs, dele morto.
    bjs

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Nanda.
      Acho que o Rick Riordan tem mesmo um talento para livros de mitologia.
      Já li um livro dele meio policial, mas não gostei tanto quanto dessas séries.
      Mesmo tendo algumas referências estranhas, a gente acaba se acostumando e até bate uma curiosidade de saber mais!
      Essa imagem tava no Facebook da Intrínseca e coloquei justamente para mostrar que não tinha nada de spoiler na minha resenha!! kkkkk
      beijos

  3. Fábrica dos Convites (@Fabdosconvites)

    Por conta do Percy Jackson virei fã do autor. Sou apaixonada pelo tema mitologia. Esta série eu não tinha visto ainda, e me interessei. Eu tenho este Filhos de Odin, mas não li ainda. Dei para o Cauê ler e acabou ficando com ele. Mas vou anotar a dica, pois com certeza vou querer ler este do Riordan e não quero perder nada.
    Bjs, Rose.

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Rose.
      Eu me apaixonei pela forma como o Rick Riordan consegue criar histórias tão jovens e atuais, misturando tudo com mitologia!
      Fico feliz de ver muitos jovens e adultos curtindo um tema que antes era considerado meio chato! rs…
      Os Filhos de Odin tem uma pegada bem diferente, porque são as lendas meio cruas!! Algumas simplesmente parecem bizarras demais.
      Mas me ajudou bastante!!
      Beijos

  4. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Acabei ganhando esse livro duas vezes, sendo que uma delas foi um kit que ganhei no Twitter. E já até troquei um livro com um amigo que conheci por causa desse concurso no Twitter!
    Juro que já fiquei de olho no livro só por causa da citação que faz a Doctor Who (que sei que você também adora) e que é feita logo no inicio do livro! Depois dessa, acho que já tenho uma ideia de episódio de Doctor Who para dar ao Steven Moffat inspirada na Ponte Longfellow, mas vou ter que dividir os créditos com o Rick.
    Juro que já sabia que a mitologia nórdica era mais pesada que as outras mitologias, e que é bem diferente dos heróis e vilões da Marvel. Na verdade a Asgard da Marvel é um outro planeta que acabou ouvindo falar da mitologia nórdica e incorporou essa mitologia em seus costumes, pois os poderes desse povo eram parecidos com os dessa mitologia, o que até justifica a maior liberdade que os autores da Marvel tem em retratar esses heróis sem ficarem tão presos as tradições.
    Mas, voltando ao livro, como essa mitologia é mais sangrenta e dramática, era de se esperar que o Magnus morresse para depois encontrar o Hotel Valhala, afinal a morte pelos nórdicos era tratada mais como uma honra para u m herói do que um drama para a família do morto.
    E mesmo os livros de mitologia do Rick manterem a mesma base, são as mitologias diferentes que dão um sabor especial a cada série.

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, querida.
      Eu adoro Doctor Who também e dei muita risada com as referências.
      Morri de rir também com menções a outras séries do próprio autor que existem na história, como por exemplo a da espada que vira caneta!! rs…
      Não acho que a mitologia nórdica seja mais pesada, porque na Grega tem muita coisa violenta!! rs… Mas acho que é mais estranha para nós! Não estamos muito acostumados com o tema e pode parecer bem estranho!!
      Mas eu adorei o livro e não vejo a hora de ler o próximo!
      beijos

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: