Leitora Compulsiva

Oliver Bowden – Assassin’s Creed: Renascença

Oi. Desta vez não falarei de histórias em quadrinhos, mas de outra paixão minha: videogame! E agora, vocês devem estar dizendo: “Videogame? Que é isso? O Leitora Compulsiva não é um blog literário? Por que esse maluco vai falar de videogame???” rsrsrs

Esperem um pouco. O que acontece é que hoje vou ousar um pouco e tratarei de um livro baseado em um jogo de videogame! Pois é. Nessa era tecnológica que estamos vivendo, até jogos de videogame viram livro! Uma loucura! rsrsrs

A tradução livre da obra seria “Credo dos Assassinos”, pois se refere a uma seita muçulmana xiita fundada no Oriente Médio, no final do século XI, época das Cruzadas. Seu objetivo inicial era a disputa com outros muçulmanos, especialmente os sunitas, e que tinha no assassinato – a eliminação seletiva de inimigos proeminentes – sua principal estratégia na luta pelo poder. Em razão das Cruzadas, a ordem voltou suas ações contra os cristãos que ocupavam a Terra Santa.

Diz a lenda que o nome “assassino” deriva do termo “hashishin”, que significa “fumantes de haxixe”, pois antes de praticarem seus atentados os membros da ordem inalavam haxixe, o que lhes auxiliava nesses momentos tão … complicados.

Mas vamos ao livro. Seu subtítulo é Renascença porque a história se passa tempos depois, entre o final do século XV e o início do XVI, durante o Renascimento italiano, e conta a história de Ezio Auditore, um promissor jovem florentino.

Filho de um respeitado banqueiro que, ao que tudo indica, seguirá os passos do pai e levará uma vida tranqüila na bela Florença.

Contudo, uma conspiração sem precedentes acaba com todos os sonhos e aspirações de Ezio, que vê sua família ser covardemente traída e sua vida virar do avesso, enquanto é tragado para dentro de uma disputa secular entre Assassinos e Templários!

Os Templários (Cavaleiros do Templo), por sua vez, foram a primeira e mais famosa ordem militar religiosa surgida durante as Cruzadas e tinha como principal objetivo a proteção dos domínios cristãos no Oriente Médio durante o movimento cruzadista.

Então, Ezio embarca numa jornada por vingança em que passará por uma série de experiências que, ao mesmo tempo em que transformarão o menino em homem, também revelarão a verdadeira história de sua família! Em sua aventuras

Ezio contará com a ajuda de personagens históricos como Caterina Sforza, Nicolau Maquiavel e, quem diria, Leonardo Da Vinci, bem como confrontará outros, como a família Bórgia, merecendo destaque Rodrigo Bórgia, o Papa Alexandre VI!

Ah, eu disse que falaria de videogame a até agora nada, não é mesmo? Deixem eu me redimir. O livro é baseado na série de jogos de videogame de mesmo nome – “Assassin’s Creed” –, da Ubisoft, sendo que este livro é a versão romanceada do segundo jogo da série, chamado “Assasin’s Creed II” – inclusive, a representação de Ezio na capa do livro é idêntica à da capa do jogo!

Confesso que certas passagens do livro, como aquelas em que Ezio, cercado de inimigos, mata todos e ainda se safa, são inverossímeis. Porém, o que não é inverossímil no mundo literário hoje? Fala sério! Existem até vampiros que brilham quando expostos ao Sol!!! rsrsrs (Agora “tô lascado”! Vou apanhar muito! E a Camila será a primeira a me bater!!! rsrsrs).

*****Vai dormir no sofá essa noite!!!!!! Depois vou amarrar você numa cadeira e obrigá-lo a ver os três primeiros filmes da saga, com as pálpebras coladas com duréx!!!!*****

Além desse lance da verossimilhança, é preciso lembrar que o livro se baseia num jogo de videogame, e que a idéia dos jogos de videogame é essa mesma: trazer desafios irreais a serem batidos pelos jogadores! E o que é muito bacana nesse aspecto é que as descrições das “cenas” de ação repetem exatamente os movimentos do personagem no jogo!!! Animal!!! rsrsrs

E o melhor é que os demais jogos da série – “Assassin’s Creed”, “Assassin’s Creed Brotherhood” e “Assassin’s Creed: Revelations”, já viraram livros!!! A única diferença é que o primeiro jogo – que se passa no século XI e tem como personagem principal Altair, e não Ezio – será tratado no terceiro livro, enquanto o último solucionará todas as questões apresentadas, especialmente a (suposta?) ligação entre Ezio e Altair!

Bem, é isso! Se vocês me dão licença, agora vou ler um pouquinho… e jogar videogame, lógico!

Denis

45 comentários sobre “Oliver Bowden – Assassin’s Creed: Renascença

    1. Denis

      Oi Joziane.
      Nunca joguei. Na verdade, nem conhecia o jogo, mas, depois que você falou fui dar uma olhada na internet e pareceu bem bacana.
      Valeu pela dica!

  1. Maritza Bom

    Oi Denis,
    já tinha visto esse livro e achado a capa legal, mas ainda não tinha tido acesso a uma resenha a respeito e pelo o que pude constatar a estória envolve vários assuntos sobre os quais gosto de ler.
    Renascimento italiano, conspiração, Cavaleiros do Templo, Nicolau Maquiavel, Leonardo Da Vinci e a família Bórgia?
    Tem como eu não ler esse livro agora? rsrs
    Ótima resenha!

    até mais!

    Prólogo da Leitura

      1. Denis

        Oi Maritza.
        Pois é. O livro engloba todos esses assuntos e com uma história – fictícia, é bom que se diga – bem interessante!
        Fico feliz que tenha te “influenciado” a lê-lo”
        Já leu “Os Bórgias”, do Mario Puzo? Como você gosta desses assuntos vai gostar deste livro também! Mas já vou avisando, este último é bem pesado… Mas vale a pena!
        Boa leitura!
        Beijos

  2. Pedro

    Aê, Denão!
    Suas resenhas estão demorando demais, véio.
    Até assinei o esquema de receber as coisas novas daqui por e-mail para não perder nenhuma… Mas só tava vendo coisa da Camilonevisk (sem preconceito!).
    Mas a verdade é que vale esperar. Você escreve sobre umas coisas que são bem do meu gosto. Falei até para minha mãe que quando eu crescer quero ser que nem você, tipo ow, ter trabalho, uma mina bacana e continuar curtindo os quadrinhos e o vídeo game.
    Cara, eu já tinha visto esse livro, mas não sabia que era de vídeo game. Que parada maneira! Demorô para o povo dar mais crédito para essa tão amada atividade masculina eletrizante.
    Vou pedir de Natal!
    Abraços
    Pedro – eu mesmo.

      1. Denis

        E aí Pedrão, tudo bem?
        Andei meu sumido mesmo, mas você sabe que meu fim de ano não foi dos melhores, né?
        Bom, de qualquer maneira, fico muito contente que goste das minhas resenhas!
        Cara, você me deixa encabulado, sem graça, ao dizer que quando crescer quer ser como eu! Valeu pelo elogio! Mesmo!
        Eu estudei muito e sofri bastante até conseguir meu trabalho atual, mas fiz isso sem deixar de lado as coisas que gostava e continuo gostando, como os quadrinhos e o videogame.
        Ah, não tão “amada atividade eletrizante” está recebendo crédito sim (sabia que foi lançada uma HQ sobre “God of War”???) e deixando de ser estritamente “masculina”. A mulherada também joga videogame hoje em dia. A Camila é um exemplo disso!
        Valeu meu amigo!
        Um abração pra você!

        1. Pedro

          Opa, desculpa não ter respondido. Fui passar o Natal na casa da minha tia e lá o computador é do meu tio e ele não deixa ninguém usar! Tenho um ódio disso, véio, tipow como se eu fosse quebrar o barato. O cara é um bestão, véio! Aposto que não deixa ninguém usar porque tem medo que a gente descubra que ele fica vendo mulher pelada! Foi mal, véio, mas eu tinha que desabafar!
          Mas meow, não é que papai noel existe? Ganhei esse livro de natal e mais outros quatro! Fora que meu pai mandou fazer uma estante nova para o meu quarto onde posso colocar meus cds, livros, dvds, o vídeo game, a tv, e ainda tem uns ganchos pra pendurar meus sk8s do lado. Muito pressão!
          Véio, tô ligado nesse lance que você falou de estudar firme e trabalhar heavy, mas ainda curtir de boa. Tinha vezes que chegava da escola e tinha que estudar, mas não tava conseguindo. Véio, era jogar uma hora de corrida no vídeo game que eu ficava pronto para estudar. De boa!
          Mas vou parar de escrever. Esse tempo sem computador me deixou meio pancada.
          Valew e até a próxima
          Pedro – eu mesmo

          1. Denis

            Fala Pedro. Pelo visto seu Natal não foi muito bom… Mas não tem jeito, família é assim mesmo! Só muda o endereço. rsrsrs
            Cara, que bom que Papai Noel chegou de “saco cheio” na sua casa!!! hahaha
            Vc anda de skate? Eu também andava. Mas parei faz uns 20 anos… (caramba, tô velho pra c… rsrsrs),
            Feliz Ano Novo pra vc, sua namorada e toda sua família! Até a próxima!
            Abraços

  3. Mundo da Leitura

    Oi Denis, oi Camila (é você que vê os comentários né Camis?!)

    Bem, o que falar sobre esse livro… Você já leu minha resenha né Camila (aliás, teus conhecimentos e do Denis me ajudaram muito a entender toda o esquema de Assassin’s Creed, muito obrigada aos dois) então sabe que não gostei muito do livro.

    A história é muito boa, mas acho que ser baseado em um jogo deixou a trama meio inverossímil mesmo, assim como o Denis bem colocou! (Aliás, que história é essa de difamar o Edward hein??? Camila, não deixa isso não, hehehe)!
    Só que, para mim, toda aquela luta do livro ficou muito forçada mesmo, os capítulos e lutas lembram demais fases de um jogo, tudo se acerta muito fácil…
    Talvez as meninas não apreciem tanto o livro quanto os meninos, ou talvez minha opinião seja essa porque não sou mesmo muito fã de videogame. Não tenho vergonha em afirmar que só gosto de jogos do Mario e Crash *-*

    Como sempre, sua resenha está super bem embasada Denis, citando todos os pontos importantes e diversas referências (adoro). Quem ler vai entender muito melhor do que a minha (hehehe)!
    Mesmo com todos os pontos que julguei negativos no livro, gostei muito da história em si e pretendo acompanhar a série (sou cabeça dura, não adianta)!

    Ah, espero ver mais resenhas suas por aqui Denis, sentimos sua falta!

    Beijos
    Adriana – Mundo da Leitura

    1. Camila - Leitora Compulsiva

      Oi Adri,
      O Denis lê os comentários também, e responde! Só não fez isso ainda porque precisou correr comigo para o pronto socorro, depois que fui pega por uma enorme dor nas costas!!
      Eu li a sua resenha sim e acho que até comentei sobre o fato do Denis jogar esse jogo!!
      Normalmente fico ao lado dele enquanto ele joga. Sempre pego um livro para ler, mas volte e meia acabo desistindo e fico prestando atenção no que ele está fazendo!! E ajudo em algumas partes também!! Acho bonitinho porque percebo que ele não precisa da minha ajuda, mas pede assim mesmo, só para me deixar participar! Por isso a bronca nele nem foi tão grande!! hehehehe
      Beijos

      1. Denis

        Oi Adriana.
        Não respondi antes porque a Camila teve um “pequeno contratempo” (rs).
        Li sua resenha e percebi que você gostou da história, mas não da narrativa. E acho válido. Temos que dar nossa opinião sincera ao escrevermos!
        Não sei porque o autor preferiu começar pela história de Ezio, mas de qualquer maneira, no terceiro livro teremos a história de Altair e, ao que parece, no último a suposta ligação existente entre eles é esclarecida.
        Ah, e nos jogos “interpretamos” Desmond, que seria descendente dos dois, entramos numa espécie de “máquina do tempo” e voltamos para o Oriente Médio das Cruzadas e para a Itália Renascentista e revivemos as memórias de Altair e Ezio.
        De qualquer maneira, obrigado pelo comentário e pelo elogio.
        Em 2012 tentarei estar mais presente!
        Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva

      Oi Vivi,
      Eu nunca fui muito ligada em vídeo game, mas com um namorado viciado, comecei a prestar mais atenção e descobri que gostava de jogar também!!
      Sempre que posso assisto ele jogando Assassin’s Creed ou Batman.. São os que mais gosto de ver… rs!!
      beijos

      1. Denis

        Vivi, a história é muito interessante, mas como você não tem “o menor saco” para videogame, talvez a narrativa te incomode um pouco.
        De qualquer forma, vale a pena conferir! Afinal, não é sempre que vemos livros baseados em jogos, não é verdade???
        Beijos

  4. Cacá

    Oi Denis, oi Camis,
    Eu tenho 2 irmãos mais novos (e por mais novos leia-se um de 25 outro de 26 anos) viciados em videogame que às vezes me obrigam a vê-los jogar, então sei tudo sobre isso, rs. Não são as namoradas que eles obrigam a ver, sou eu! o_O
    Mentira, eles não me obrigam não, mas me chamam pra ver e me contam tudo o que acontece sempre que é um jogo com uma historinha interessante, e esse foi um deles. Quando soube que seria lançado um livro sobre ele fiquei animada, porque realmente acho o jogo interessante, mas também porque vi uma oportunidade de fazer com que eles leiam – o que, infelizmente é super difícil. Tanto que ainda não consegui forçá-los… rss
    E videogame é inverossímil – a começar pelos saltos que o personagem dá do alto dos telhados – então já esperava que no livro também fosse. Qual a graça se não fosse assim, não é?
    Enfim, ainda quero ler, e tentar fazer com que os dois viciados aqui de casa leiam também.
    E Camis, ótima intervenção! E arrasta ele para ver o quarto filme também! hahaha
    Beijos

    1. Camila - Leitora Compulsiva

      Oi Cacá,
      Não acredito que nem assim seus irmãos se empolgaram para ler!!
      Nem quadrinhos eles gostam?? O Denis não lê tanto livro, mas quadrinho é o vício dele! rs…
      Eu ainda não li o livro, já que queria muito que o Denis fizesse essa resenha, mas vou tentar dar uma lidinha nas minhas férias! Ele me disse mesmo que as cenas do livro eram parecidas com as do jogo, então imagino que as lutas devem ser bem incríveis… Um cara que vence vinte!! rs
      Mas a proposta do jogo é justamente dar ao jogador a possibilidade de vivenciar algo impossível, não?! E isso é bem parecido com o que os livros fazem com a gente. Afinal, em Crepúsculo, pudemos viver um grande amor por um vampiro lindo, né? hahaha (Olha eu dando o troco!) rs…
      O Denis fala do Crepúsculo, mas é bonzinho e foi ao cinema comigo todas as vezes! hehehe
      Beijos

      1. Cacá

        Minha maior frustração é o fato dos meus irmãos não terem o hábito de ler. E o dia em que um dos meus primos me disse que odeia ler? Quase morri do coração! Tudo bem que eu leio o suficiente para a família toda, mas mesmo assim…
        Pior que nem com quadrinhos eles se animam =(
        Mas não desisti de tentar convencer todos eles!! Ainda estou com esperança de conseguir um progresso com esse, rs
        Beijos

        1. Denis

          Cacá, infelizmente é uma situação corriqueira vermos cada vez mais menos pessoas lendo. Decorre inclusive da velocidade para obtenção de informações hoje, especialmente pela internet.
          Mas conversa com eles, fala que o livro retrata bem as passagens do jogo etc. Vai que dá certo, né???
          Ah, não tem jeito: já vi todos filmes da série Crepúsculo. Afinal, pra falar mal a gente tem que conhecer, não é mesmo??? hahahahha
          Beijos e até a próxima!

          1. Cacá

            Nisso de videogames e livros, lembrei de vocês ontem quando fiquei vendo meu irmão jogar Dante’s Inferno. Não resisti em explicar pra ele como o jogo é inspirado em uma das partes da Divina Comédia, toda a coisa dos 9 círculos do inferno, o resgate da Beatriz, o que explica várias coisas do jogo.
            Conforme fui contando a ele a história ele até começou a se interessar, perguntou se eu tinha o livro. Mas só até saber que é escrito em forma de poema e com linguagem rebuscada…
            É, sabia que essa seria mesmo difícil de ganhar… rss
            Beijos

          2. Denis

            Cacá, aí já é maldade. Começar com a Divina Comédia é complicado… rsrsrs
            Ultimamente os clássicos tem sido lançados em quadrinhos. Quem sabe não é um caminho para os seus irmãos ingressarem no mundo da leitura?
            Feliz Ano Novo!
            Beijos

  5. Carol D.

    Oi Denis! Também adoro videogame kkk e estou muito interessada em ler o livro baseado no Assassins Creed. Todo mundo fala super bem! Depois, se gostar do livro, vou me aventurar pelo jogo. Claro, depois de terminar Skyrim – o que vai demorar – kkkkk

    1. Denis

      Oi Carol.
      Ainda não joguei Skyrim, mas pelo que vi é bem legal também! E esses jogos são extensos e demorados mesmo! Cada vez mais! Praticamente intermináveis… rsrsrs
      O livro é muito interessante e retrata bem o jogo! Vale a pena!
      Boa leitura e bom jogo para você!
      Beijos

  6. Lucy

    Oi, Denis e Camila! Gostei da resenha de vocês. Na verdade, meu sobrinho apareceu outro dia dizendo que queria comprar esse livro (ele tem 12 anos e eu o iniciei na arte de leitura) porque sabe que é sobre a história do video-game (que não faço ideia se ele já jogou, mas é provável). Vcs recomendam esse livro para um garoto de 12 anos, ou acham que é um pouco pesado, mesmo ele tendo provavelmente jogado o video game?

    Bjos bjos

      1. Denis

        Lucy, não recomendaria este livro para um menino de 12 anos. E não é somente pelas lutas – afinal, ele as travou no videogame – , mas pela próprio densidade da história, em que o lado mais desprezível das pessoas é mostrado de forma marcante!
        Não o conheço para saber se tem maturidade para ler mas, na minha opinião, espere ele ficar um pouco mais velho, ok?
        Beijos

  7. Giovanna

    Qua demais! Esse livro fala sobre tudo o que eu gosto! Confesso que nem sabia que faziam livros baseados em videogames… Então acho que acrecentei mais dois itens à minha lista de natal: maaaaaais um livro, e o primeiro videogame da minha vida! kkk
    beijos Giovanna

      1. Denis

        Giovanna, demais mesmo!
        Eu também não sabia que faziam livros baseados em jogos de videogame até a Camila me apresentar esse(apesar que, se não me engano, há mangá baseado no “Street Fighter”).
        Demorou para você ingressar no mundo dos videogames!!! rsrsrs
        Valeu pelo comentário!
        Beijos

  8. lilly_rodrigues

    Nossa. Eu tava pensando em comprar esse livro de presente pra um amigo, mas depois dessa resenha eu vou comprar com certeza! Rsrs
    e ainda vou querer emprestado depois.

    E só uma coisinha antes que eu esqueça Denis… *soca*
    vampiros brilhantes é o que há!!

    Kkkkk

      1. Denis

        Lilly, se eu fosse você invertia: comprava o livro pra mim e emprestava para o amigo! rsrsrs
        Que bom que gostou da resenha!
        Beijos
        P.S.: não vou falar mais nada dos vampiros brilhantes. Cansei de apanhar… rsrsrs

  9. William

    Oi Denis e Milla,
    Vi quando esse livro foi lançado e não sabia que era baseado em um jogo de videogame, bem que eu já tinha visto aquela capa em algum lugar, mas não conseguia associar as duas coisas.
    Bem, após a sua resenha, eu fiquei LOUCO para ler o livro Dênis, mas o casa é que é trilogia e como estou passando longe de séries no momento vou deixar para uma próxima bem longe! hehehe

    Abração
    Will
    Vício de Cultura

  10. Fernanda Leite

    Hahahahaha eu sou a favor da Camila te fazer assistir os três primeiros filmes da saga Crepúsculo! E DAÍ se o Edward brilha no sol? É lindo! *-*
    Mas, sobre o livro da sua resenha… Hum, eu não vou querer ler. Eu sei, parece muito agitado, cheio de gente matando uns aos outros, e parece interessante mesmo, mas não é o tipo de livro que eu goste. Mesmo que de vez em quando eu leia alguma coisa com matança e seus derivados, eu ainda assim prefiro aqueles que são os mais leves possíveis… 😀
    Mas gostei bastante da resenha!

    Beeijo!

    1. Fernanda Leite

      Ah, e esqueci de dizer. Eu gosto mais dos jogos de videogame de corrida. Need for Speed é MUITO legal, e esse novo que vai lançar (ou já lançou, não sei) que tem um personagem que vai viajar os Estados Unidos para fugir da polícia parece muito divertido!
      Viva a velocidade! Viva a adrenalina!

      Beeijo!

      1. Denis

        Oi Fernanda.
        Legal você comentar, mesmo não sendo o tipo de livro que você gosta.
        Fora a história, o que é bem interessante no livro é o fato de ser baseado em um jogo de videogame.
        Aliás, diferente de você prefiro jogos de aventura. Não sou muito chegado em jogos de corrida mas, tenho que reconhecer, a série “Need for Speed” é demais!
        Até. Beijos!
        P.S.: meu médico me orientou que para o bem da minha saúde é melhor eu não dizer mais nada sobre vampiros brilhantes!!! rsrsrs. Ah, a Camila me convidou para assistir os quatro filmes lançados até hoje. E eu aceitei. Coisa de namorado, sabe??? rsrsrs

        1. Camila - Leitora Compulsiva

          Oi Fê,
          Eu adoro jogos de corrida, mas não tenho muita habilidade! Sem contar que não posso dirigir de verdade depois de jogar, senão quero sair correndo pelas ruas!
          Tá vendo como o Dê é bonitinho?? Ele fala mal dos vampiros que brilham, mas foi ver todos os filmes comigo! Rs…
          Beijos

  11. Vivianne Fair

    Eles são meio doidos, misturam tudo…já li o livro, mas ainda não joguei o jogo…acho que é um pouco violento pra mim, hehe! Como foi assistir os filmes com as pálpebras coladas, Denis?? Zack disse que é seu fã agora! hehehehe!

    1. Denis

      Oi Vivi. Acho o enredo bem interessante. Uma visão diferente dos Templários e dos Assassinos.
      Mas gosto é gosto, não é mesmo??? Olha eu, que sofri pra burro com as pálpebras coladas!!! rsrsrs
      E o pior: depois a Camila me amarrou numa cadeira e leu os livros pra mim, acredita??? rsrsrs
      Sou fã do Zack também! Vampiro de verdade só sai à noite e toma sangue humano!!! Nada mais natural, não é???
      Um abração pra ele e beijos pra vc! Feliz Ano Novo!!!

  12. Camila Mosqueira

    Oi, Denis, meu professor de história favorito! Adorei a resenha. Meu irmão adora esta série de jogos e é interessante saber que as cenas são descritas no livro como acontece no jogo. Deu até vontade de jogar rs
    Feliz ano novo!!! Bjos!

    1. Camila - Leitora Compulsiva

      Oi Mila,
      Demorou para você começar a jogar!!! hehehe
      Eu só não me animo a jogar porque sou completamente desqualificada para controlar aqueles botões do controle!! hehehehe Mas gosto de sentar do lado do Denis e ajudá-los com os mapas e com as bandeirinhas! hehehe
      beijos

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: