Leitora Compulsiva

O Que Vem Por Aí – Intrínseca #Lançamentos

o que vem por aí intrínseca

Hoje é dia de mais um post da coluna “O Que Vem Por Aí” e vamos conhecer os lançamentos da Editora Intrínseca do mês de janeiro!




Preparados para mais um “O Que Vem Por Aí”? Hoje vamos descobrir quais são os lançamentos da Editora Intrínseca do mês de janeiro e estou super animada para conhecer muitas dessas histórias!!

Confiram o que vem por aí:

Acho que nem precisaria dizer, mas meus pedidos para esse mês foram: a nova edição de “Cinquenta Tons de Liberdade” e “Mais Escuro”!! Rs… O primeiro eu já li, mas na época em que os livros foram lançados, eu comprei os ebooks. Mas no ano passado ganhei exemplares do primeiro e do segundo livro com as capas dos filmes, então pedi o terceiro para completar minha coleção! O segundo estou doida para ler e acabei de me lembrar que preciso resenhar o Grey ainda!! hahahaha

E aí?! O que acharam dos lançamentos?

Para terminar, fiquem com os trailers dos filmes Me Chame Pelo Seu Nome, A Grande Jogada, Cinquenta Tons de Liberdade:

 

6 comentários sobre “O Que Vem Por Aí – Intrínseca #Lançamentos

  1. RUDYNALVA CORREIA SOARES

    Camis!
    Vixe!
    A Intrínseca também já chegou com lançamentos maravilhosos.
    Quero ler cinquenta tons de liberdade, Mais escuro e Todo dia a mesma noite.

    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Chega de velhas desculpas e velhas atitudes! Que o ano novo traga vida nova, como o rio que sai lavando e levando tudo por onde passa.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

  2. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    De vez em quando, quando olho o guia eletrônico da TV por Assinatura, eu topo com Holocausto Brasileiro, o documentário feito pela Daniela Arbex. Foi através dele que reconheci a autora de Todo dia a mesma noite. E até hoje tenho uma recordação bem viva de como tinha visto pela primeira vez a tragédia da boate Kiss. Eu tinha acordado cedo pois ia trabalhar naquele domingo, mas ao me arrumar, zapeei pelos canais da TV até a Deutsche Welle quando, mesmo com pouca noção de alemão, eu percebi que a matéria que estava dando no canal era sobre um incêndio que tinha ocorrido de madrugada no Brasil. Obviamente, pelo fato de ter sido poucos meses antes da Copa das Confederações, o incêndio na Kiss chamou atenção internacionalmente por ser no país sede da competição, mas tal atenção se dissipou com o tempo assim com aconteceu aqui no Brasil. O problema de não manter essa atenção (mas sem o exagero sensacionalista que muitos praticam por aí), é que não há vigilância sobre como o caso está sendo investigado, e sem essa vigilância, a impunidade reina. Espero que com esse livro, muita gente esteja disposta a dar mais atenção em relação ao incêndio da Kiss e que finalmente a justiça, não importa a quem seja contanto que seja realmente culpado pelos fatos que levaram ao incêndio e as mortes, seja feita.

    Um abraço!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: