Leitora Compulsiva

O Navio dos Mortos, de Rick Riordan #Resenha

Título: O Navio dos Mortoso navio dos mortos magnus chase e os deuses de asgard rick riordan intrínseca resenha blog leitora compulsiva

Série: Magnus Chase e os Deuses de Asgard #3

Autor(a): Rick Riordan

Editora: Intrínseca

Ano: 2017

Páginas: 368

Tradução: Regiane Winarski

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino, Buscapé

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura, Saraiva

***




Em outubro do ano passado a Editora Intrínseca lançou “O Martelo de Thor”, o terceiro e último livro da série Magnus Chase e os Deuses de Asgard, do autor Rick Riordan! Apesar dessa não ser a minha série preferida do autor, eu estava curiosa para saber como tudo ia terminar, então pedi meu exemplar pela parceria! Infelizmente os Correios perderam o primeiro pacote e tive que esperar até dezembro pelo meu livro! Rs…

Sobre o que é “O Navio dos Mortos”?

“O Navio dos Mortos” é o terceiro livro da série Magnus Chase e os Deuses de Asgard, que conta a história de um adolescente que vivia nas ruas de Boston desde a morte da mãe, mas que acabou se metendo em uma confusão e morreu. Foi então que Magnus descobriu que era um semideus, filho de um deus nórdico. Sua morte foi considerada nobre e sua alma foi resgatada por uma valquíria e levada para o Hotel Valhala, para aguardar o Ragnarök junto com todos os outros guerreiro vikings!

No primeiro livro, “A Espada do Verão”, conhecemos Magnus e seus novos amigos. Descobrimos junto com ele todos os detalhes dessa sua nova vida e acompanhamos sua primeira missão numa luta mortal contra o Lobo Fenir, para evitar a chegada Ragnarök. No segundo livro, “O Martelo de Thor”, Magnus encara uma difícil missão: encontrar o martelo de Thor, salvar os deuses e evitar que sua amiga seja obrigada a se casar contra a vontade! Ah… e também evitar o Ragnarök!

E agora, em “O Navio dos Mortos”, Magnus finalmente terá a chance de salvar o mundo e evitar o Ragnarök! Rs… Para isso, ele e seus amigos terão que arriscar suas vidas pelos mares de Midgard, Jötunheim e Niflheim para reunir alguns itens mágicos e alcançar o terrível Naglfar, o navio dos mortos, antes do solstício de verão! Para impedir que o navio zarpe, Magnus terá que derrotar Loki em uma competição de insultos, no qual o deus é especialista! A única chance de Magnus é conseguir um pouco do hidromel de Kvásir e torcer para que a bebida que concede o dom da poesia também conceda o dom dos xingamentos.

O que esperar desse livro?

“O Navio dos Mortos” é o terceiro e último livro da história de Magnus Chase, que finalmente lutará contra Loki. Suas aventuras anteriores foram apenas uma preparação para essa batalha e tudo o Magnus aprendeu ao longo de sua jornada será colocado a prova nesse volume.

Diferentemente de outros protagonistas do Rick Riordan, Magnus é um tipo bem improvável de herói. Ele não é um grande guerreiro, não é hábil com sua espada e não é o mais inteligente. Por diversas vezes, o sucesso das missões depende da capacidade de Magnus de se manter fora do caminho e não atrapalhar a luta… Até mesmo seus poderes de semi-deus são menosprezados… E mesmo assim ele é aquele que salva o dia!!! Rs… A morte da mãe de maneira trágica e sua vida nas ruas dão a Magnus uma gratidão que poucos são capazes de ter, o que o torna adorável. Seu poder de cura é seu grande trunfo!

Mas não é só Magnus que cativa os leitores. Todos os seus amigos são excelentes personagens, cada qual com suas qualidades e defeitos, mas todos com o senso de amizade invejável! Se Magnus consegue salvar o dia, não o faz senão pela força, pela inteligência e pela sagacidade do grupo!

Se eu avaliasse uma história apenas por seus personagens, esse livro teria uma nota dez facilmente. No entanto, a trama em si tem grande peso nas minhas avaliações e acho que a desse livro deixou um pouco a desejar, até mesmo em comparação a outros finais de série escritos pelo autor! Loki deveria ser o grande vilão, o mais difícil de ser derrotado… Mas a luta final me pareceu bem fraquinha! Eles enfrentaram milhares de dificuldades pelo caminho, para depois resolver tudo em cinco minutos!!

No geral, achei a série bem interessante, divertida e, é claro, curti muito a parte da mitologia nórdica! Uma pena que o final deixou a desejar. Se bem que, talvez eu esteja sendo muito crítica, afinal não faço parte do público alvo do autor e tenho lido tantos livros policiais, que já fico desejando finais super complexos!!! Rs… Mas enfim… Para quem curte uma boa história juvenil, é uma boa pedida!!

Sobre o autor e seus outros livros…

Referência em literatura infantojuvenil nos EUA, Rick Riordan alcançou prestígio internacional com a série Percy Jackson e os olimpianos, premiada pela YALSA e pela American Library Association. As crônicas dos Kane entrou imediatamente após o lançamento para a lista de best-sellers do New York Times. Ex-professor do ensino médio e agora escritor em tempo integral, Riordan diz que utiliza bastante da experiência em sala de aula para dar vida a suas tramas e personagens, bem como para cumprir a frequente rotina de palestras dirigidas ao público jovem. O autor vive no Texas com a mulher e os dois filhos. (Fonte: Site da Intrínseca).

Rick Riordan é autor das séries: Percy Jackson e Os Olimpianos (O Ladrão de Raios, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã, A Batalha do Labirinto e O Último Olimpiano + Os Arquivos do Semideus, Guia Definitivo de Percy Jackson e Os Olimpianos), Os Heróis do Olimpo (O Herói Perdido, O Filho de Netuno, A Marca de Atena, A Casa de Hades e O Sangue do Olimpo), ‘As Crônicas dos Kane (A Pirâmide Vermelha, O Trono de Fogo e A Sombra da Serpente + As Crônicas de Kane: Guia de Sobrevivência), Magnus Chase e os Deuses de Asgard (A Espada do Verão, O Martelo de Thor e O Navio dos Mortos), As Provações de Apolo (O Oráculo Oculto e A Profecia das Sombras) e da série adulta Tres Navarre (Tequila Vermelha, A Dança do Viúvo).

Outros livros do autor: ‘Semideuses e Monstros’, ‘Percy Jackson e os Deuses Gregos’. ‘O Filho de Sobek‘, ‘O Cajado de Serápis’, ‘A Coroa de Ptolomeu’, ‘Os Diários dos Semideuses’ e ‘Vingança e Redenção no Texas’. A série Percy Jackson e Os Olimpianos foi ainda adaptada para os quadrinhos e os três primeiros livros já foram lançados: O Ladrão de Ossos, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã.

***Ficou interessado no livros do autor?! Então conheça a CUPOM VÁLIDO e aproveite os descontos na SARAIVA!

 

10 comentários sobre “O Navio dos Mortos, de Rick Riordan #Resenha

  1. rudynalva

    Camis!
    É verdade o Percy Jackson é imbatível, mas também foi o único que li até agora…kkkkkk
    Pois é, apesar de sempre ter aventura e todo cenário ser bem fantástico, é como falou, fica manjado, já temos uma previsão do que vai acontecer e até desistimula um pouco, né?
    Mas ainda assim, não tem como não desejar fazer a leitura, mesmo que tenhamos sempre o primeiro livro como excepcional…
    Desejo uma ótima semana, cheia de luz e paz!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

  2. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Acho que você esperou por um final com o Loki digno do Loki do Hiddleston e não saiu como você queria! Mas deve ser tido hilário ter tanto trabalho para tudo ser resolvido com xingamentos!
    Aliás, uma coisa que reparei agora é que além da semelhança com o Kurt Cobain, o Magnus parece muito com o ator Lucas Till que faz o MacGyver no remake que passa no Universal Channel. Acho que o ator é mais velho que o Magnus, mas tem uma cara de adolescente que lembra mesmo o semideus nórdico. Não penso que vai sair filme dessa série de livros, mas se saísse, já teriam a quem escalar!

    Um abraço!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: