Leitora Compulsiva

Neil Gaiman – Os Filhos de Anansi

os filhos de anansiTítulo: Os Filhos de Anansi

Autor(a): Neil Gaiman

Editora: Intrínseca

Ano: 2015

Páginas: 328

Tradução: Edmundo Barreiros

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria Cultura

Participação Especial: Rosana Gutierrez

***

O ano de 2016 está começando e já está na hora de colocar em prática algumas ideias novas que tenho aqui para o Leitora Compulsiva. A primeira delas é a retomada do projeto “Participações Especiais”, que vai consistir basicamente na publicação de resenhas escritas por convidadas, blogueiras ou simplesmente leitoras! Como vocês sabem, não sou de fixar dia certo para muita coisa por aqui, mas vou tentar publicar pelo menos uma resenha de colaboradoras por mês…

E a nossa primeira convidada é a Rosana, do Livrólogos!!

Vamos conferir o que ela achou do livro “Os Livros de Anansi”, do Neil Gaiman???

os filhos de anansi

 

“Olá!

Confira a resenha de Os filhos de Anansi do autor Neil Gaiman. Ele é singular, um contador de histórias como nenhum outro.

“Todas as histórias são de Anansi. “

Anansi é uma divindade que aparece em outro livro do autor, o premiado Deuses Americanos. Desta vez a história é de seus filhos. Anansi é um Deus Aranha, muito brincalhão, africano.

Eu amo as histórias de Neil Gaiman. Já falei isso aqui no Livrólogos em vários posts e mais uma vez digo, Neil Gaiman é de longe um dos melhores autores da sua geração. Lembro de sair da escola ansiosa para comprar Sandman na banca, que na época era publicada pela editora Globo.

A Intrínseca vem publicando obras de Gaiman que com certeza agradou aos fãs e conquistou muitos outros! Veja em: A verdade é uma caverna nas Montanhas Negras, O oceano no fim do caminho e Faça boa arte

Ele é um mestre no gênero fantasia, que encanta , indo do suspense ao drama e tem um lirismo que arrebata desde a primeira página.

Nesta versão da Intrínseca, há uma seção de extras com uma cena cortada da primeira edição americana, além de dois textos exclusivos.

Charles “Fat” Nancy é americano, mas mora na Inglaterra. Trabalha em uma empresa de contabilidade, mas isso não  é nem um pouco feliz para ele. Tem uma namorada, Rosie, com quem quer se casar e tem uma sogra que o detesta.

Há um grande drama na vida dele , o trauma que o acompanha é seu pai. Ele mantém distancia de um continente dele. Passou a infância sendo humilhado de inúmeras maneiras pelo pai. Ele acha que o pai sempre o envergonhava. Seu pai sempre cheio de estilo, com um chapéu inseparável e todos o adoram.

Mas a notícia da morte do pai o pega desprevenido e tudo em sua vida começa a mudar. Assim que viaja para os EUA, para o enterro, de volta para casa, descobre que não é assim tão sozinho no mundo. Existe um irmão, Spider. Descobre que seu pai era um deus africano. Spider entra na vida de Fat Charlie, e toma conta de tudo. E  a vida de fat Charlie vira de pernas para o ar e para colocar as coisas no prumo novamente, ele se vê obrigado a mergulhar no enigmático e sombrio mundo dos deuses

A maneira como Gaiman conta a história é fascinante.  Anansi é cativante, cheio de humor, como ele sempre quer se dar bem, mesmo quando tudo vai mal. Você vai se pegar lembrando de muitos contos de fadas que de alguma são sobre Anansi.

“Nas histórias antigas, Anansi vive em sua casa, igualzinho a você ou eu. É claro que é ganancioso, voluptuoso, trapaceiro e muito mentiroso. mas tem bom coração, muita sorte e, às vezes é até honesto. Às vezes faz cosias boas, às vezes faz coisas ruins. Mas nunca é mau. Na maior parte das vezes, toma-se o partido de Anansi. Isso porque é ele que possui todas as histórias. Mawu lhe deu as histórias ainda no começo dos tempos. Tirou-as do Tigre e as deu a Anansi que tece as mais belas teias.”

Além da trama principal, outras histórias vão sendo contadas paralelamente . Mas no fim de certa forma, tudo é relacionado. E Gaiman mostra como é difícil a relação entre pais e filhos, mostrando a tumultuada relação familiar do espertinho e humorado Anansi, que é um deus africano e seus dois filhos, Charles e Spider. A história tem também um toque de romance policial. Enfim, Gaiman sendo o contador de histórias excepcional que é.

Um livro imperdível. Recomendo

Capa, todo projeto gráfico , papel, agradáveis à leitura.”

A nota atribuída pela Rosana a esse livro foi 10, então o livro deve ser realmente incrível!! Confesso que ainda não li nenhum romance desse autor, mas tenho lido excelente críticas sobre seu trabalho e estou ficando cada vez mais curiosas. Só conheço seu trabalho com os HQ’s de Sandman – que são excelentes por sinal!

** Resenha originalmente publicada AQUI!

Intrínseca - Rosa

9 comentários sobre “Neil Gaiman – Os Filhos de Anansi

  1. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    As únicas experiências que tive com Neil Gaiman foram assistir os episódios de Doctor Who que ele escreveu e ler um conto dele que estava na coletânea de Doctor Who lançada pela Rocco, e que gostei muito.
    Eu sei que essa é só a ponta do iceberg de sua obra, mas isso só aumentou a minha vontade de ler esse livro, porque no fundo Neil é um pouco como Anansi, pois sabe tecer boas histórias como ninguém.

    Um abraço!

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: