Leitora Compulsiva

Cinquenta Tons de Liberdade: Edição Especial + Filme

“Cinquenta Tons de Liberdade” chega aos cinemas nesse mês de fevereiro trazendo o capítulo final da trajetória de Anastasia Steele e Christian Grey!


O filme “Cinquenta Tons de Liberdade” – baseado no terceiro livro da série Cinquenta Tons de Cinza da autora E.L. James – estreou nos cinemas brasileiros no dia 08 de fevereiro e recebi um convite da Intrínseca para participar de uma pré estréia VIP no dia anterior.

Como fazia um bom tempo que tinha lido o terceiro livro, aproveitei a bela edição especial com capa-filme que recebi da editora para reler a história e me preparar para o filme!

cinquenta tons de liberdade e l james intrínseca edição especial capa filme resenha blog leitora compulsiva

18Título: Cinquenta Tons de Liberdade

Série: Cinquenta Tons de Cinza #03

Autor(a): E. L. James

Editora: Intrínseca

Ano: 2018

Páginas: 544

Tradução: Maria Carmelita Dias

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino, Buscapé

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria CulturaSaraiva

Sobre o que é “Cinquenta Tons de Liberdade”?

A série Cinquenta Tons de Cinza conta a história de Anastasia Steele, uma jovem estudante de literatura que conhece mega empresário Christian Grey. A atração deles é imediata, mas o que Ana não imagina é que o poderoso Sr. Grey tem preferências sexuais um tanto estranhas, que refletem bem a sua personalidade controladora. Ana é inocente e de bom coração. Grey é o bonitão perigoso e traumatizado que precisa ser salvo! O relacionamento dos dois é intenso e capaz de mudar a vida deles, principalmente a de Christian, que fará de tudo para não perder a única pessoa por quem realmente já se apaixonou!

Nesse terceiro livro encontramos um casal apaixonado, recém casado e com tudo para dar certo. No entanto o relacionamento entre os dois não é nada fácil! Para Christian é muito difícil não ser controlador ou superprotetor e Ana, muitas e muitas vezes, se sente sufocada com isso. É óbvio que ela o ama, mas também quer ter uma independência profissional. É difícil se acostumar a ter todo o dinheiro de Christian a sua disposição ou ainda andar por aí acompanhada de seguranças a todo o momento. Tudo parece ser motivo para Christian surtar e brigar com ela, ainda que as brigas deles sempre acabem em sexo sacana! Rs…

É claro que Christian está se esforçando! Ele nunca teve um relacionamento normal e seu passado traumático o persegue, tornando quase impossível pra ele acreditar no amor de sua esposa. Ele não se sente alguém digno de um amor como esse e ao mesmo tempo seu maior medo é que Ana o deixe.

E para deixar toda essa história ainda mais viciante, temos um maluco ou uma maluca que está atrás de Christian e de Ana, colocando a segurança dos dois em risco e deixando Grey ainda mais controlador e obcecado pela segurança. A tentativa de Grey de mantê a esposa em segurança só a deixa mais irritada, porque ele simplesmente não consegue contar a ela o que está acontecendo de verdade!

O que esperar desse livro?

Eu adoro essa trilogia e não tenho a menor vergonha em dizer isso. Reconheço que ela está longe de ser perfeita, mas é uma história viciante!! Os personagens tem suas qualidades e seus defeitos, mas é uma série que abriu espaço para diversas discussões importantes. Quando a trilogia foi lançada, pudemos acompanhar inúmeros debates sobre sexualidade, sobre comportamentos abusivos e vários outros temas. Até mesmo os estudiosos da literatura precisaram repensar certos conceitos diante do tremendo sucesso da trilogia!

Esse terceiro livro trouxe o final perfeito para essa história polêmica. A verdade é que sempre fui uma verdadeira apaixonada pelo conceito “A Bela e a Fera”, ou seja, a idéia de uma garota bonita, ingênua e de bom coração e de um cara lindo, rico, poderoso e aparentemente perigoso, que se transforma por amor! Esse tipo de história sempre me ganha!!

Cinquenta Tons de Liberdade tem bem mais ação que os livros anteriores, mas não abre mão do forte apelo sexual. Os personagens estão amadurecendo e tentando fazer o relacionamento deles funcionar, em todos os sentidos. É claro que eles comentem erros e é impossível não sentir raiva deles em diversos momentos, mas é mais impossível ainda não ficar na torcida para que tudo termine bem!

Eu adorei! Podem dizer que é brega, que é clichê, que é mal escrito, que é soft-porn para donas de casa!! Tô nem aí!! Gosto mesmo!!!! Rs… E fiquei mais feliz ainda por saber que essa série tenha sido a porta de entrada de muitas mulheres na literatura!!!

Sobre a autora e seus outros livros…

E L James é ex-executiva de TV e mora em Londres. Casada e com dois filhos, sempre sonhou em escrever histórias pelas quais os leitores se apaixonassem. Sua estreia na literatura, a trilogia Cinquenta tons de cinza, se tornou o maior fenômeno editorial dos últimos anos.

A trilogia Cinquenta Tons de Cinza é composta pelos livros Cinquenta Tons de Cinza, Cinquenta Tons Mais Escuro e Cinquenta Tons de Liberdade. Os livros podem ser encontrados em duas edições: capa original e capa-filme. A trilogia pelos olhos de Christian é, até o momento, composta pelos livros Grey e Mais Escuro.

 

 

Título: Cinquenta Tons de Liberdade 

Título original: Fifty Shades Freed

Direção: James Foley
Elenco: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Eric Johnson, Luke Grimes, Rita Ora, Victor Rasuk
Gênero: Romance, Drama, Erótico
País: Estados Unidos
Ano: 2018
Duração: 106 min

Sinopse: Superados os principais problemas, Anastasia (Dakota Johnson) e Christian (Jamie Dornan) agora têm amor, intimidade, dinheiro, sexo, relacionamento estável e um promissor futuro. A vida, no entanto, ainda reserva surpresas para os dois e fantasmas do passado como Jack Hyde (Eric Johnson) e Elena Lincoln (Kim Basinger) voltam a impedir a paz do casal. Adaptação da última parte da trilogia de E. L. James iniciada em Cinquenta Tons de Cinza (2015).

Depois de assumir que sou fã da série, não preciso nem dizer que estava animada para ver essa adaptação, não é mesmo?! Então é claro que fiquei mais do que empolgada quando recebi o convite para a pré-estréia, que por si só já foi um evento super bacana!! Rs…

Como uma boa fã dos livros, fui ao cinema empolgada para ver esse terceiro filme e descobrir se o final seria tão legal quanto os dois primeiros filmes. Eu não sou crítica de cinema e nem vejo filmes pensando nos aspectos técnicos e artísticos. Eu vejo filmes para me divertir, para me distrair e para relaxar!!

E dentro dessa minha análise de “pessoa comum”, achei que o filme foi ótimo! Com uma bela fotografia, uma atuação convincente dos atores e uma trilha sonora deliciosa, o filme fez um bom resumo da história, reproduzindo os fatos mais importantes. Claro que algumas mudanças foram necessárias. Algumas deram certo, outras nem tanto, mas no geral o filme traduziu bem o espírito do livro.

Curiosamente, apesar dessa última parte ser a mais tensa em relação aos perigos enfrentados pelos personagens, é também a mais leve e cheia de cenas do cotidiano de um casal! Os personagens estão mais soltos e joviais. O clima é bem mais descontraído!! Diversos foram os momentos em que todos no cinema caíram na risada e outras em que pudemos relaxar e curtir a vista!

O filme é perfeito?! Não, não é! Tudo acontece rápido demais, o drama fica meio superficial, e muitas cenas precisaram ser cortadas… Tudo o que acontece na grande maioria das adaptações de livros para o cinema!! Quem quer detalhes lê o livro! E só quem leu o livro é que sabe tudo o que falta na adaptação…

No geral, o filme cumpre o papel de ser entretenimento! Não vai ser cotado para Oscar de coisa nenhuma, mas os prêmios do cinema nunca refletiram muito o sucesso das bilheterias!! kkkkkkkkk

Podem ter certeza que vocês vão encontrar críticas negativas de sobra!!! Todos os canais especializados estão metendo o pau nesse terceiro filme, assim como fizeram com os dois primeiros… E daí?! Falaram super mal dos livros e vão falar super mal dos filmes… Isso não vai mudar… Mas de novo, e daí?!

Se vocês gostam dos livros, gostaram dos primeiros filmes e não dão a mínima para o que os críticos falam, podem ir ao cinema sem medo!!! Só não se espantem por não ver no filme algumas das cenas mostradas nos trailers… Essas, pelo visto, vão ficar para o conteúdo extra do DVD! rs…

Se vocês ainda não foram ver o filme, me contem sobre suas expectativas!! E se já foram, me contem a sua opinião!! Quero saber tudo!!!

14 comentários sobre “Cinquenta Tons de Liberdade: Edição Especial + Filme

  1. rudynalva

    Camis!
    A capa nessa edição com os artistas do filme, está belíssima!
    Quem quiser que fale, estou com voê, pode ser brega, cheio de clichês e falhas, mas amo essa série de paixão…
    E claro que como fã, quero ir assistir o filme. Vi na TV hoje uma crítica, dizendo que o filme perdeu totalmente a característica dos anteriores e criou uma história tricial de amor, simplesmente…
    Pois que seja, mas quero assistir de todo jeito.
    Um carnaval de alegria e moderação e bom final de semana!
    “Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo.” (Henry Ford)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

  2. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Mesmo não tendo lido os livros ou visto os filmes, concordo que Cinquenta tons acendeu a conversa sobre erotismo, tanto na vida real quanto nos livros, os quais só eram restritos aos romances de banca até certo tempo. Mesmo com seus defeitos e com as críticas em cima da trilogia, se abriu os olhos para como o erotismo era e é tratado nos livros, até mesmo em clássicos da literatura.
    E sobre os filmes, há o problema de encaixar o conteúdo erótico do livro sem soar como um filme pornô, que é um gênero até hoje mal visto pelas pessoas (e sou sincera, não gosto mesmo de pornô), e ao mesmo tempo, como qualquer blockbuster, atrair o máximo de espectadores possíveis para o filme ser rentável. E isso num país como os EUA, em que há um contraste e uma polaridade bem forte em relação a conservadorismo e liberalismo, e também em plena época de Oscars, onde as atenções estão focadas nos filmes indicados. Sobre o primeiro filme, já vi criticas dizendo que erraram a mão em como retrataram as questões do quarto vermelho e da famigerada “deusa interior”. Ao ter lido isso, pensei que esse tipo de crítica afetou a realização dos dois outros filmes. Mas também estimula o lançamentos de materiais extras em DVD, onde quem quer ver mais do filme vai ter um conteúdo a mais, afinal, não vai ter a pressão de ser um blockbuster nos cinemas ou de controlar o tipo de conteúdo que será exibido, e talvez é daí que as cenas do trailer que não aparecem no filme tem seu papel como uma jogada de marketing bem esperta para o DVD.
    Eu ainda não comentei na resenha de Mais Escuro, onde eu tive esse insight sobre o Jack Hyde. Só com a trilogia sob o ponto de vista do Grey e as sinopses dos filmes é que reparei isso, mas se Christian e Ana são “versões” ao extremo do relacionamento entre Edward e Bella de Crepúsculo, agora eu percebo que o Jack é uma versão mais obsessiva do Jacob. O Jacob era todo ciumento e queria conquistar a Bella e demorou para perceber que ela ela não estava a fim dele como o amor de sua vida. Aparentemente, o Jack tem esse mesma motivação com a Ana, mas elevado ao cubo para o lado do stalker, da possessão e da violência, por isso acho essa comparação valida dentro do universo de Cinquenta tons de cinza.

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Leticia.
      É bem isso mesmo… As cenas que não apareceram no filme serão colocadas no DVD, assim como foi feito nos dois primeiros filmes.
      Não entendi se você conhece a história, mas o Jack não tem nada de Jacob. Nada a ver essa ideia! Rs… O Jacob é representado pelo José. A ideia é que o Jack funcione como a Vitória…
      Beijos

      1. Leticia Ramos de Mello Oliveira

        Eu só conheço a história por alto mesmo, pois não li a trilogia, e nem me lembro tanta coisa sobre o que li da saga Crepúsculo (li os três últimos livros, mas não o próprio Crepúsculo). Mas tinha essa suspeita que agora se prova errada pois pensava mesmo no Jack como uma ponta de triangulo amoroso envolvendo os protagonistas quando lia as sinopse dos livros no ponto de vista do Grey. Acho que vou ter que dar uma rememorada em Crepúsculo depois dessa…

        Um abraço!

        1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

          Oi, Leticia.
          Você tem que ler essa trilogia!!
          Mas não se preocupe com que personagem é quem de Crepúsculo, porque apesar de 50 Tons ser inicialmente uma fanfic, hoje ela tem pernas próprias e não faz muita diferença saber a relação!! Rs…
          No mais, o que importa saber é que o Jack é o vilão da história e não passa nem perto de formar um triângulo amoroso!! Rs…
          beijos

  3. Thaís

    Bom, não vou negar que sempre tive curiosidade em ler os livros, mas nunca li… Eu até comecei, mas parei no meio ahajanwh Enfim, estou bem ansiosa para ver o filme, pois eu gostei dos dois primeiros e realmente achei instigante.
    Quem diria que uma fanfic de crepúsculo faria tanto sucesso, né?

    Amei o post e a crítica <3 Feliz carnaval!!
    xoxo
    http://www.foradocontexto.com.br

  4. Carolina Durães de Castro

    Oi Camila, tudo bem? Eu li essa trilogia na época da primeira edição e concordo que, apesar de não ser uma série espetacular, ela tem seus méritos por levantar o debate sobre a literatura. Afinal, várias pessoas discutiram sobre o que era uma “boa” literatura e sobre os temas que você mencionou na resenha.
    Bjkas

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: