Leitora Compulsiva

A Coroa da Vingança, de Colleen Houck #Resenha

a coroa da vingança deuses do egito colleen houck resenha arqueiro blog leitora compulsivaTítulo: A Coroa da Vingança

Série: Deuses do Egito #03

Autor(a): Colleen Houck

Editora: Arqueiro

Ano: 2018

Páginas: 416

Tradução: Alves Calado

Sinopse: AQUI 

Download do 1º Capítulo: AQUI

Onde Comprar o livro: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Fnac, Submarino, Buscapé

Onde Comprar o E-Book: Amazon (Kindle), Livraria CulturaSaraiva

***




E finalmente chegamos ao final de mais uma série, com o terceiro livro de Deuses do Egito, da autora Colleen Houck, chamado A Coroa da Vingança. Apesar dessa história me tirar do sério tantas e tantas vezes, não aguentei a curiosidade e pedi um exemplar pela parceria com a Editora Arqueiro! Só me restava torcer para que o final compensasse toda a irritação! Rs…a coroa da vingança colleen houck resenha deuses do egito arqueiro blog leitora compulsiva

Sobre o que é “A Coroa da Vingança”?

“A Coroa da Vingança” é o terceiro livro da série Deuses do Egito, da autora Colleen Houck e traz o desfecho da história da jovem Liliana Young, cuja vida mudou radicalmente quando uma múmia ganhou vida bem na sua frente, em pleno Metropolitan Museum of Art em Nova York. A múmia em questão é Amon, um príncipe egípcio lindo que acabou por convencer Lily a levá-lo para Egito, onde ele deveria encontrar seus irmãos adormecidos e realizar um ritual para impedir o deus Seth de inundar o mundo com o caos.

Logo no primeiro livro, Lily embarca em uma grande aventura e acaba se apaixonando por Amon. O amor deles é tão forte que nem mesmo a morte consegue separá-los. No segundo livro, Lily embarca em uma missão ainda mais perigosa para tentar resgatar o seu amado das torturas do mundo dos mortos. Para isso, Lily terá que fazer um enorme sacrifício e se tornar uma esfíngie. Mal sabia ela que seu corpo acabaria sendo habitado não só pela sua consciência, mas também por outras duas mentes voluntariosas: a da leoa Tia e a da fada Ashleigh.

E então chegamos ao terceiro e último livro, que começa com Lily sofrendo de amnésia, sem lembrar de absolutamente nada sobre suas aventuras no Egito, sobre Amon e seus irmãos e tampouco sobre o perigoso avanço nos planos de Seth para destruir toda a criação! Ela terá então que contar com a ajuda de sua avó, do Dr. Hassam e das duas vozes em sua cabeça (que ela acha que são frutos da sua imaginação), para descobrir o que precisa fazer e qual é o seu papel em toda essa luta!! Como ela pode ser a chave para a salvação do mundo se nem ao menos se lembra do motivo pelo qual o mundo corre perigo?!

Apesar de tudo, Lily e suas companheiras de corpo embarcam em sua derradeira jornada pelo Egito. Elas sabem que encontraram perigosos desafios, mas nem imaginam o tamanho do sacrifício que terão que fazer!!! E dessa vez, ou elas derrotam Seth de uma vez, ou ele destruirá o mundo e todas as pessoas que elas amam!!

O que esperar desse livro?

Quem leu minhas resenhas de “O Despertar do Príncipe” e “O Coração da Esfinge” deve saber que eu desenvolvi uma relação de amor e ódio com essa série. Eu sempre fui fã de mitologia egípcia e tinha adorado o primeiro livro. Para mim tudo funcionou na medida certa e o livro teve o equilíbrio perfeito entre aventura, mitologia e romance. O problema, para mim, foi que a autora chegou no segundo livro e caiu no mesmo erro da Saga do Tigre: deixou de lado o foco central da trama para forçar o lado romântico! E para piorar, elevou o erro à décima potência nessa série criando um insuportável hexágono amoroso (sim, isso mesmo!!)  e novamente caindo naquela chatice de “todos as criaturas do sexo masculino do mundo” caem de amores pela protagonista… O resultado foi que terminei o segundo livro com uma raiva sem tamanho e me questionando se daria uma chance ou não ao terceiro livro!

Mas é claro que a curiosidade falou mais alto e me rendi à leitura de “A Coroa da Vingança”! E agora a pergunta que não quer calar… Valeu a pena?! E a única resposta que eu tenho para dar é um “não sei”.

No geral a história até que é interessante, porque a autora conseguiu agregar inúmeros elementos e personagens da cultura egípcia. Gostei bastante da forma fluida como a autora inseriu os elementos da mitologia na trama, sem recorrer ao didatismo. Esse terceiro livro me ganhou pela chegada da deusa Wasret, pelos confrontos intermediários e também pela grande batalha final com Seth. Acho que nesse ponto a autora acertou! Se o livro se concentrasse só nisso, teria sido ótimo!

O problema foi que autora insistiu no conceito deturpado e imaturo do tal hexágono amoroso! A ideia de que o corpo de Lily passou a ser habitado por mais duas “almas” e que cada uma delas se apaixona por um irmão diferente não seria de todo ruim se a autora tivesse delimitado bem cada um dos relacionamentos. Ao invés disso, a autora preferiu apelar para suposto relacionamento poliamoroso esquizofrênico, que acabou por causar cenas de pura vergonha alheia!!

Outro ponto que me incomodou foi a tal amnésia de Lily, porque fez com que ela “desamadurecesse”! Depois de enfrentar tantos obstáculos nos dois primeiros livros, Lily já estava muito mais forte, experiente e poderosa. Mas então vem a tal amnésia e a deixa insegura e chorona. Pior é que, no geral, a amnésia não serviu para nada, a não ser autorizar os amassos dela com o irmão do seu grande amor!! E os leitores poderiam ter ficado sem essa!! Rs…

A história tinha tudo para ser ótima, mas algumas escolhas da autora deixaram a desejar e a trama acabou arrastada e cansativa por boa parte desse terceiro livro! Felizmente o final se salvou. Quando finalmente a batalha contra Seth começa, a história flui super bem e fica impossível largar, então é claro que o livro tem seus méritos!!

Sei bem que existe muito leitor que é fã de triângulo amoroso e que adora histórias em que a parte romântica vira uma verdadeira confusão! Se vocês são assim ou conseguem ignorar isso facilmente, então se entreguem a essa série sem medo! Mas se foram como eu, aqui fica o meu alerta: vocês vão passar raiva, mas essa raiva vai embora depois de uns dias e o que vai ficar é a lembrança de uma boa história!!! Rs…

Sobre a autora e seus outros livros…

Colleen Houck é uma leitora ávida que adora livros de ação, aventura, ficção científica e romance. Estudou na Universidade do Arizona e trabalhou como intérprete de língua de sinais durante 17 anos. Ela mora em Salem, no Oregon, com o marido e um tigre branco de pelúcia. (Fonte: Site da Arqueiro)

Sua primeira série de sucesso foi A Saga do Tigre, composta pelos livros A Maldição do Tigre, O Resgate do Tigre, A Viagem do Tigre e O Destino do Tigre. Além desses quatros livros, foi lançada uma novela da série chamada A Promessa do Tigre.

A série Deuses do Egito é composta por três livros: O Despertar do Príncipe, O Coração da Esfinge e A Coroa da Vingança. A série tem ainda um livro extra chamado O Duelo dos Imortais, uma novela que conta a origem da luta entre Seth e os demais deuses do Egito.

28 comentários sobre “A Coroa da Vingança, de Colleen Houck #Resenha

  1. rudynalva

    Camis!
    Uma pena a autora ter errado a mão em insistir em um romance tão esdrúxulo.
    Livro fresquinho para dar continuidade a série, bacana.
    Deve ser de arrasar… quero ler.
    Bacana ver todos os detalhes que explicitou, mas como não li ainda nenhum dos livros da série, fiquei foi curiosa.
    Um maravilhoso final de semana!
    “Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho.” (Theodore Roosevelt)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

  2. Andy_Mon Petit Poison

    vc disse a verdade, a autora perdeu o foco da história do Egito para ficar forçando romance, uma pena, pq a história poderia ter sido mto melhor. Esperava bem mais do final e confesso q em determinados momentos, já estava achando tudo chato…rs

  3. Amanda Thifany

    Terminei de ler o segundo livro e tô mega ansiosa pra partir pro tão esperado 3 e último …. mas ao contrário de vc amo o romance da história acho que isso faz a história se encaixar perfeitamente não sei tem no jeito que a collen escreve seus livros que faz com que a história pareça real e vc fica querendo fazer parte da história .. amo a mitologia egípcia ela é incrível pra mim a collen acertou em cheio em tudo … enfim ansiosa pelo final da história …. bjs

  4. victortadeu15

    Olá,

    Eu acho o trabalho editorial dessa série, me dá até vontade de adquirir só para ter os exemplares na estante. Eu acho que já comentei com você, mas o enredo da história não me chama tanto a atenção, por isso, venho apresentando para amigos que curtem história com esse ritmo!!! ♥

    → desencaixados.com

  5. Kelly Alves

    Ei Camis!
    Representou dignamente meus pensamentos! Completamente desnecessário e vergonhoso o rumo que a história tomou, não só pelo rolo nos romances, mas por Amon se tornar um corno conformado! E a Lily só Deus na causa para suportar, ela regrediu a personagem e deixou a história mais enfadonha do que achei que fosse possível, tiramos poucas coisas que salvam. Acho que ela queria um final feliz pra todo mundo e deu nisso, mais uma série que ela estraga aos 45 do segundo tempo.

    Bjs

  6. Leticia Ramos de Mello Oliveira

    Olá, Camila!

    Apesar da esfinge ser um elemento tradicional da mitologia egípcia, usar ela para que três almas em um corpo namorem três irmãos ficou exagerada! A Lily sempre amou o Amon, e como esfinge, parecia uma pessoa com múltipla personalidade. Se ao mudar de personalidade, a esfinge mudasse de corpo, estaria tudo melhor e delimitado, mesmo a esfinge continuando a ser a Lily, pois os irmãos do Amon não vão ver a cara da namorada do irmão toda hora que tiverem uns amasos. Além do mais, no fim vão ter que separar as personalidade para unir de vez cada irmão com sua amada, então não precisava ficar as três consciências na Lily k tempo todo!
    E essa amnésia, que era para ser um tipo de restart no terceiro livro, não deu nada de novo para a trama, só mais nos hexágono amoroso sem sentido!

    Um abraço!

    1. Camila - Leitora Compulsiva Autor da Postagem

      Oi, Leticia.
      Acho que a autora errou a mão com esse relacionamento, porque ele ficou muito adolescente e imaturo. Coisa de criança que não quer assumir responsabilidades e se comprometer. Então é difícil de engolir essa coisa esquisita!!
      beijos

  7. Lucy

    Deixa eu adivinhar o que vai acontecer: No final, Lily ñ vai se libertar das duas encarnadas nela e, por causa de algum desafio que enfrentaram, os irmãos do Amon também encarnaram nele. Aí, para conseguirem namorar, as personalidades vão mudando.
    Gente… se for isso mesmo… que tosco. hauahuahau!
    Eu estava super curiosa pra saber se as duas dentro da Lily conseguiriam um corpo próprio, AÍ talvez daria certo. Mas olha… Acho que vou definitivamente abandonar essa série.
    Bjs

  8. Raquel Machado

    Oi
    Confesso que não li toda sua resenha, pois estou fugindo de spoilers. Li o primeiro livro e me irritei um pouco com a protagonista, mas adorei a ideia e o enredo, então estou com o segundo na minha lista de desejados. Assim que conseguir quero continuar acompanhando essa história com certeza.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

  9. Joyce Rodrigues

    Oi, Tudo bom?
    Sou louca para ler essa série, esse ano coloquei o livro um em minha meta literária 2018, adoro esse gênero e me parece ser bem bacana a narrativa, além disso as capas são lindas.
    Beijos

  10. Tamara Padilha

    Oie, adorei sua resenha! Parece uma história bem instigante apesar dos defeitos, e essa autora pelo visto sempre incorre nos mesmos erros. Uma pena que a personagem fez o caminho inverso do amadurecimento, isso me deixa muito triste. Admito que ainda não decidi se algum dia vou ler essa série.

  11. Raíssa - Livros Românticos

    Eu tbm amo mitologia egípcia e estou louca para ler essa série, mas confesso q depois de aguentar uma Kelsey não sei se tenho coragem suficiente pra dar uma chance. Gostei muito da mitologia de A Maldição do Tigre, mas aturar aquela garota me fez largar a série no meio dos segundo livro. Muito insegura e mimizenta, se essa daqui for menos que ela já é meio caminho andado pra eu gostar, até msm com todos os homens do mundo querendo ela…. Kkkkkk.
    Bem, ainda tenho meus receios quanto a série, mas vou esperar um pouco quando a coragem bater vejo se vou odiar ou ficar divida entre o amor e o ódio como vc

    Raíssa Nantes

  12. Renata Cezimbra

    Oi Camila! Como está?
    Já li algumas resenhas desse livro e gostei muito da proposta da série como um todo, mas, “hexágono amoroso”? Já vi triângulo e quadrado, mas hexágono é com certeza a primeira vez, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Adoro qualquer tipo de mitologia e acho fascinante a complexidade da egípcia ainda que eu confesse gostar mais de outras. Adorei a resenha e com certeza eu amaria dar uma chance ao livro.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky…
    http://www.galaxiadeideias.com
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

Deixe aqui seu comentário e ficarei muito feliz em responder!!!

%d blogueiros gostam disto: